Advogados dos adversários vão pedir impugnação da chapa

“Garanto que Marquinho será candidato”, diz Magno

Publicado em 16/05/2018 às 08:56

RODRIGO BRANCO

Como era previsto, a judicialização do pleito será uma realidade, tão logo a candidatura de Marquinho seja registrada, Os advogados dos adversários já anunciaram que irão entrar com recursos para impugnar o registro do ex-prefeito, afastado na quinta-feira passada.

– Obviamente que sim (pedir a impugnação). A moralidade não permite que se deixe isso acontecer sem tomar nenhuma atitude – antecipa o advogado do PDT, Vítor Martim.

De acordo com Martim, o parágrafo que prejudicaria Marquinho só foi retirado da resolução porque a matéria já consta no artigo 219, parágrafo único do Código Eleitoral.

O advogado Hélio Gualberto, da coligação do candidato da Rede Sustentabilidade, Adriano Moreno, tem o mesmo raciocínio.
– O fato do TRE ter corrigido não autoriza a participação de nenhum candidato inelegível, como Marquinho Mendes – complementou.

Magno garante candidatura

Ao que tudo indica, mais uma vez, os tribunais vão dividir o protagonismo com as urnas em uma eleição de Cabo Frio. Ontem, o advogado do ex-prefeito Marquinho Mendes, Carlos Magno de Carvalho, garantiu que seu cliente irá participar normalmente do pleito.

A certeza se dá pela retirada de um parágrafo na Resolução 1029/2018, do TRE-RJ, que impedia a participação de Marquinho nas eleições de 24 de junho.

Magno chegou a se irritar com insinuações de que a informação confirmada por ele na noite da última sexta-feira fosse falsa. Ele não polemizou, mas destacou que existe jurisprudência no TSE para permitir que Marquinho concorra.

– Garanto que Marquinho será candidato, mas não quero polemizar. Com 30 anos de profissão, eu não tenho que provar mais nada para ninguém. Não vou dar palco a ninguém. Marquinho terá o registro deferido no TRE local, no TRE do Rio e no TSE, onde eu tenho cinco decisões que nos favorecem, entre elas, uma de 15 de março desse ano. O caso é igual ao de Marquinho. Foi uma decisão do ministro Luiz Fux, um dos maiores juristas do país – disse, referindo-se ao caso do município cearense de Tianguá, onde o ex-prefeito Luiz Menezes de Lima poderá concorrer nas eleições suplementares de 3 de junho.

Especialistas analisam cenário

Após as convenções que definiram os candidatos nas eleições suplementares de Cabo Frio, o tabuleiro político da cidade para a disputa está definido. A Folha ouviu dois de seus colunistas, especialistas em política, para analisar o cenário após a escolha.

Para o professor de História Paulo Cotias, o cenário encaminhava-se para uma polarização, o que não acontecerá sem a aliança entre Rafael Peçanha (PDT) e Adriano Moreno (Rede).

– Temos um cenário eleitoral muito interessante. A cidade não pode reclamar de falta de escolha. Temos claramente representadas a continuidade, do prefeito Marquinho Mendes; o desejo de mudança, mas carregada de pontos de interrogação e com forte imagem da gestão passada, que é o Adriano e temos o Rafael, que aparece como terceira via.

Já a ‘fartura’ de opções não deve seduzir o eleitor, acredita o professor Paulo Roberto Araújo. O estudioso acredita que a presença de Marquinho no pleito respinga em todos.

– A população fica com a imagem de que a política não vale nada mesmo e que os políticos também não valem nada, ou seja, foi muito ruim para todos os candidatos. De uma maneira geral, vejo que a abstenção será muito grande – crê.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841