Assine Já
domingo, 11 de abril de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
19ºmin
Tropical
Tropical mobile
02 Abr 202112h21

Uma vez mais, Páscoa! Uma vez mais, ressurreição!

A humanidade tem vivido o refrigério da ressurreição, mas não cansa de crucificar Aquele que tão alto preço pagou. Somos a geração dos que ouviram falar. Geração que aprecia uma boa contação de histórias. Crescemos conhecendo um homem que por amor se fez sacrifício vivo. Homem de dores que ressuscitou ao terceiro dia. A pergunta é: - Mantemos este homem vivo em nós? De fato e...
26 Mar 202119h38

A terceira passageira

Quando um amanhecer se faz despertar, há uma ótica distinta! É bom quando um dia difere, entre tantos dias preciosos. Há uma singularidade em nós, e como recepcionamos o novo, o que vem de fora, opiniões tão preciosas, que lapidam nossa construção diária, faz toda diferença. Imagina você entrar no carro de um desconhecido. Faço isso todos os dias, como tantas pessoas. Na maioria das ...
12 Mar 202121h08

Refém da liberdade

Tenho palavras e elas me compõem a cada novo instante. Sou refém das suas intenções, condução e do que provocam em mim. As tenho por missão, por certeza de que há muito a ser dito. Torno-me canal. Tenho palavras e elas me libertam a cada novo dia. Sou refém das rimas, das expressões, sorrisos e lágrimas que transbordam de mim. Tenho palavras e as ouço no silêncio de cada segundo, cad...
03 Mar 202116h41

Fragmentos

Que saudade de sentar-me na biblioteca da escola. Já faz tanto tempo! Recordo com carinho e cultivo esta lembrança. Doce e peculiar semente, lançada outrora em meu fértil coração. Íamos à biblioteca e contemplávamos gigantescas prateleiras com incontáveis livros, de conteúdos diversificados. Tenho certeza absoluta que eu era a única pessoinha naquele ambiente, que silenciava com praze...
24 Fev 202116h42

Ressignificar é preciso

Dizem que 7 é um número que evidencia sorte. Cada um deve viver as verdades descritas e acreditadas. Gosto de um pouquinho mais. Gosto de três dígitos, 365. Acredito no privilégio do recomeço, e a humanidade o experimenta a cada novo dia. Reiniciar projetos, colocar novamente os pés na estrada, reescrever a própria história. Há uma página em branco para cada um; O que se faz com ela, ...
25 Jan 202112h38

Paradoxalmente

Quantas vozes circundam nossas mentes. Quantas palavras externas acreditamos ser ecos da nossa própria consciência. Quantos silêncios são alimentados com o intuito de manter paz, e quantas guerras adentram a humanidade, por emudecerem diante de seus paradoxos. Tememos a opinião alheia, adversas aos nossos conceitos, nossa ótica e entendimento, ou tememos nossos argumentos silenciados pelo r...
25 Jan 202112h23

Desígnios dos Sonhos

Ouço o som do mar que vem de longe, anunciando o balançar das ondas. Ouço a voz do oceano em clamor. Vejo crianças correndo pelas praças, bolas rolando, pipas soltas bailando ao vento, ecoando liberdade. Há risos, gritos, olhares fitados ao longe, que se faz ali. Ouço vozes, e desconheço o olhar de solidão... Já não há. Pessoas se cumprimentam, fortalecendo laços, solidificando raíz...
11 Jan 202110h41

Ciclo do Porvir

2021. A face do futuro sorri por trás das máscaras. O foco se volta para o olhar, para a sinceridade da alma. Para uns, incertezas; para outros, imersão diante do novo e desconhecido tempo. É lindo observar a humanidade em movimento; não apenas em despertar matutino, mas no despertar para a outra face do caos. Há uma naturalidade em compreender o caos pela ótica negativa, mas a extensão d...
29 Dez 202018h08

Memorável tempo

Estamos em contagem regressiva para o término de mais um ciclo, e um filme passa na memória. Chegamos até aqui. Sentimento de gratidão ecoa, ultrapassando os limites da compreensão humana. Essa dádiva denominada vida, que nos é presenteada todas as manhãs, com incontestável e peculiar renovo. Recordar o aniversariante do mês, da semana, certamente é manter acesa a chama do vital, do po...
18 Dez 202019h10

Fusão das artes

Lá estava ela, a bailarina, entre compasso e descompasso, buscando a harmonia da fusão. Na pausa das sapatilhas, a bailar estavam seus olhos, buscando equilibrado acorde que tocasse seu coração. Não conheceu a sonoridade em concerto, contemplada, admirada, ao deslizar das mãos; Bailava solo silencioso, e no olhar mantinha a intenção, mas a alma ecoava à pianista, ‘um acorde’, simples...
Primeira Página Anterior
Última Página