Assine Já
domingo, 24 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
ENGARRAFAMENTO NAS ESTRADAS

Estado traça plano estratégico para evitar caos nas rodovias durante o verão

Serão feitas operações integradas para dar fluidez ao tráfego em pontos críticos

04 dezembro 2020 - 17h43Por Paulo Roberto Araújo (colaboração)

A integração entre policiais estaduais e federais, com apoio de concessionárias e outros órgãos, será a estratégia para evitar arrastões e grandes engarrafamentos nas estradas fluminenses a partir do Natal até o Carnaval. A união foi fechada numa reunião, nesta quarta-feira, no Rio, com representantes de todos os órgãos envolvidos na segurança e na manutenção das rodovias que ligam o Rio às Região dos Lagos. Com o cancelamento do réveillon, dos desfiles dos blocos de rua e do Carnaval por causa da pandemia do coronavírus está previsto um movimento jamais visto nas estradas na alta temporada de verão. A maioria dos hotéis da Região dos Lagos já estão com taxa de ocupação de cem por cento e está previsto que mais de 100 mil carros passarão num único dia pela Ponte Rio-Niterói rumo às praias. Na semana que vem será realizada outra reunião para definir ações na Costa Verde.

No encontro de ontem, foi solicitado às concessionárias que paralisem as obras não emergenciais no período do verão; serão feitas operações integradas para dar fluidez ao tráfego em pontos críticos das rodovias, como é o caso do Trevo de Manilha; os radares eletrônicos serão desligados e sinalizados; saídas clandestinas das rodovias, abertas por moradores, serão fechadas; o policiamento será reforçado no Arco Metropolitano, na Niterói-Manilha e na RJ 106 (Niterói-Região dos Lagos, via Maricá); e, tanto as polícias quanto as concessionárias vão montar equipes extras para substituir pessoal afastado por ter contraído o vírus. Somente na quarta-feira, 43 PMs foram infectados. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) está finalizando um relatório, para ser entregue ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER) com os pontos críticos de buracos e de radares eletrônicos que precisam ser desligados nos dias de maior movimento. O dia dois de janeiro costuma ser o de maior número de carros nas rodovias.

– Nesta época de fluxo excepcional, as famílias vão para as estradas para se divertir, mas os marginais vão para faturar. Nossa grande preocupação é o inferno de Manilha, onde os motoristas entram em custam a sair. Os engarrafamentos no funil do Trevo de Manilha, em Itaboraí, acabam se transformando num problema de segurança pública porque estimulam arrastões em três estradas (BR-101, BNR-493 e RJ 104). A concessionária está devolvendo a concessão, as obras foram paralisadas e a terceira faixa concluída está fechada e sendo usada para caminhadas de moradores de São Gonçalo. A PM e a PRF vão estruturar um plano de segurança muito forte para a Niterói-Manilha e para o Arco Metropolitano. As respostas aos problemas no verão serão mais rápidas e as viagens mais seguras – garantiu o Secretário estadual de Transportes, Delmo Pinho.

Todos os problemas levantados na reunião, com indicação de soluções, serão reunidos num plano de contingência que será apresentado dia 15 no Congresso Estadual de Turismo em Búzios. Um dos pontos é a necessidade da unificação de informações, com uma grande campanha de comunicação para orientar os usuários das rodovias sobre os melhores horários para pegar a estrada. Os representantes da Via Lagos informaram que os radares eletrônicos na BR-101 e na RJ-106, em São Pedro da Aldeia; a operação Lei Seca; e, o fechamento parcial da pista em frente aos postos da polícia rodoviária prejudicam o fluxo de veículos. Secretário estadual de Turismo, Gustavo Tutuca disse que as pessoas vão dar preferência ao carro, em detrimento dos aviões e dos ônibus, por se acharem mais seguros em relação ao coronavírus.

– O conjunto de ações que serão tomadas não irá resolver, mas por certo irá reduzir os transtornos nas rodovias. Foram levantadas na reunião pequenas ações capazes de resolver grandes problemas. Vamos receber muitos mineiros e paulistas. Jamais o turismo regional foi tão forte. A intenção é praticar o turismo consciente para dar um gás na nossa economia, que foi abalada pela pandemia – disse Tutuca.

Presidente do Conselho de Desenvolvimento do Turismo da Costa do Sol (Condetur), Marco Navega defendeu um plano de comunicação forte junto aos usuários das rodovias durante a alta temporada. Sugeriu a restrição do tráfego de grandes caminhões de carga, que retém o tráfego, nas vias que desembocam no Trevo de Manilha nos dias de maior movimento de veículos. Apelou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que exerça maior poder de fiscalização sobre a concessionária Arteris, “que abandonou as obras e não faz as operações necessárias na rodovia, principalmente no trecho entre Niterói e Rio Bonito”.

– As pessoas estão doidas para saírem de casa e todas as pesquisas do setor de turismo indicam que o litoral fluminense é o destino preferido por cariocas, paulistas e mineiros. A procura pelos hotéis, pousadas e casas de aluguel está uma loucura. No congresso de Búzios será apresentado o plano de contingência para todos os órgãos envolvidos nas operações e para os 13 prefeitos eleitos na Costa do Sol – explicou Navega.

Subsecretário de Gestão Operacional da PM, o coronel Marcelo Francisco Nogueira garantiu que os índices de criminalidade, sobretudo roubo de carga e arrastões, foram reduzidos a quase zero na BR-101 e no Arco Metropolitano com o reforço de policiamento feito pela PM e pela PRF. Somente na BR-101, de Niterói a Manilha, foram montados oito postos de policiamento, dia e noite, com reforço de duas equipes da RECOM (rondas especiais e controle de multidão) que ficam circulando na estrada. Disse que as saídas clandestinas e as obras paradas (que afunilam a pista) estão prejudicando o policiamento e sugeriu operações de trânsito para melhorar a fluidez do tráfego no Trevo de Manilha:

– Há pouco mais de 15 dias, o secretário da PM ficou preso num grande engarrafamento no Trevo de Manilha. Ele me ligou, acionei PMs do batalhão local que estavam próximos, eles puxaram o trânsito e o engarrafamento estava desfeito em 15 minutos – recordou o oficial, acrescentando que o BPRV vai usar drones e motocicletas para identificar os pontos críticos de congestionamentos e dar fluidez na RJ-106.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.