Assine Já
segunda, 13 de julho de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
Coluna

Empresário local, se dê importância!

02 abril 2020 - 10h15

A dura realidade imposta pelo COVID-19 na economia, leva os economistas a apelidarem o novo vírus de “econovírus”. Um vírus potencialmente carregado de uma ação devastadora sobre a economia mundial. 

E qual a vacina econômica para os impactos deste novo momento?

A preocupação da classe empresarial brasileira se justifica em função da enorme carga tributária existente no País, fator que fará muita diferença na retomada das atividades num comparativo direto com outras economias ou nações.

Com a posição assumida em pronunciamento oficial a Presidência da República, abriu o debate do que vale mais: A vida ou a economia? Nossas vidas ou nossos negócios? Valorizando com justiça a vida que precede a tudo e não se discute. Até por que como imaginar uma economia aquecida sem as vidas daqueles que a fazem girar?  

Pensando nesta direção eu te convido a analisar com frieza o momento e em especial a vida empresarial em nossa Região. Ainda somos sazonais e nossa temporada não foi o que muitos precisavam ou todos esperavam. Mas independente disso refletir regionalizando nosso pensar e mais do que nunca tomando conta do nosso umbigo mesmo.  Temos que entender este momento como um tempo que exigirá o esforço desdobrado de cada um de nós. São inúmeras as obrigações a serem quitadas e acredito não haver compromisso mais ou menos importante, para nós todos os compromissos após firmados passam a ser sagrados.

Mas em tempos de COVID-19 nosso olhar deve ter atenção especial quanto ao impacto de cada compromisso na outra ponta. O seu menor boleto a pagar pode ser a maior entrada daquele empresário que se orgulha em lhe atender, e nesta direção acredito que devemos pensar ao pagar os nossos títulos. O momento é de somar forças, concentrar esforços, união etc.  E de uma maneira bem simples podemos nos ajudar regionalizando nossas ações e se priorizarmos os compromissos com fornecedores menores e os regionais estaremos dando uma enorme contribuição para a manutenção da nossa economia.

Por exemplo: Não podemos deixar a nossa internet (empresa local de serviços) quebrar, não podemos deixar de pagar as refeições junto ao nosso fornecedor da esquina, não podemos deixar de pagar a pequena papelaria, não podemos deixar de pagar o distribuidor da  água mineral, não podemos deixar de pagar os serviços de contabilidade, advogados , engenheiros, médicos, dentistas e etc. Todos muito importantes em nossa estrutura local de Cidade, Região, Estado e País. Mas podemos renegociar o pagamento de cartão de crédito, financiamento do automóvel, cheques especial e etc. Estes são compromissos com grandes instituições que sofrerão também o impacto, porém numa escala menor e terão como superar com menos trauma este momento.

Todo empresariado em um só pensamento, juntos conseguimos passar por essa pandemia.