Assine Já
segunda, 13 de julho de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
Coluna

Confiança

18 junho 2020 - 21h04

Na coluna de hoje pretendo abordar a visão empresarial,  fazer um contra ponto da visão do cliente/consumidor  e analisar as novas tendências das  relações  de consumo. Em conversas com vários empresários da Região, percebi a crescente preocupação com a leitura do comportamento do consumidor, e como cada um está reagindo diante da reabertura do comércio desde  o último dia 6 de junho. 

O empresário Wagner Lucas, um jovem empreendedor com negócios em vários municípios da nossa  região é uma excelente referência para ilustrar esta análise. Ele aponta que o  faturamento teve uma queda significativa, destacando as reduções nos números de visitas (frequência) e ticket médio. 

E resume  o comportamento de seus clientes com a palavra “ INSEGURANÇA” sendo a  insegurança  tanto para  a economia e a saúde.  Economicamente  inseguro e só comprando o necessário, o consumidor passa por um momento de transformação nas relações de consumo durante a Pandemia, mostrando uma clara insegurança no que será a vida quando tudo passar e chegarmos a “Nova Normalidade” e esta percepção é a mesma para os outros tantos empresários com quem conversei, embora reconheçam que muitas empresas mesmo durante esta fase de Pandemia, entenderam  as novas tendências e  registraram expressivo crescimento ao implementar delivery, drive-thru e vendas on-line com pick up points (pontos para retirada).Diante deste quadro de insegurança surge o questionamento:

E como resgatar a confiança para o consumo? 

É necessário entender o novo momento e encarar essa nova realidade. E ao seguir os protocolos de controle de distanciamento e  higienização nas operações conseguiremos gradativamente gerar  respeito de clientes e colaboradores, e  estas novas regras serem o dinamizador da confiança no consumo e assim fazermos novamente a roda da economia girar. 

A  CONFIANÇA  no consumo passa também pela capacidade de cada empresa ou empresário em ajustar suas operações aos novos métodos de trabalho e consumo. Estas afirmativas encontram lastro nos resultados de muitas empresas que mesmo durante esta fase de Pandemia  atenderam  as novas tendências  e como falei anteriormente registraram  expressivo crescimento.

Já pelo ângulo do resgate da CONFIANÇA no setor empresarial na relação de consumo por parte do cliente/consumidor ,  passa necessariamente pela forma com que o empresário encara o desafio, demostrando respeito e cuidado com o cliente, além de  trabalhar as outras variáveis como “preços” de produtos e serviços,  não ignorando que estamos todos em sintonia e conectados a economia nacional, impactados pelos poucos investimentos e baixo consumo. 

Não podemos deixar de abordar ainda nesse espaço que a CONFIANÇA que o empesario deve cultivar dia após dia, fortalecendo os laços e fidelizando seu cliente, passa também pelo Poder Público Municipal  que  pode através de suas ações de fiscalização e  orientação do comportamento  social, fomentar a economia e fortalecer ainda mais as relações de consumo e gerar a tão desejada confiança tanto para o  empresário quanto para o consumidor.

CONFIANÇA é a palavra mágica.