Laura Barreto: 'Achei que a greve foi precipitada'

Secretária de Educação destaca diálogo com Sepe

Rodrigo Branco I Foto: Divulgação
Publicado em 13/09/2017 às 10:40

Nem bem voltou de um período de férias, a secretária de Educação de Cabo Frio, Laura Barreto, já se vê às voltas com mais uma crise no setor, que novamente culminou com uma greve dos profissionais de ensino por tempo indeterminado.  
Em entrevista à Folha, Laura comentou a atual situação e afirma que a decisão de paralisar as atividades foi ‘precipitada’, em função do diálogo com a categoria e das alegadas dificuldades financeiras da prefeitura. A secretária também se disse ‘triste’ com a comparação feita pelos servidores entre a atual gestão e a anterior.
– Hoje temos organização escolar – comentou.
Folha dos Lagos – Como avalia essa paralisação?
Laura Barreto – Acho que não deveria ter saído a greve até porque o sindicato tem vindo sempre à secretaria. Já fizemos três reuniões para discutir a lei sobre a eleição para diretor de escola. Outra pauta que temos é a chamada dos concursados de 2009, que vamos retomar em outubro. Além disso, estamos vendo em conjunto a possibilidade de fazer um edital para contratação temporária. Então, diálogo mais aberto que esse é impossível. Eles têm acesso a todos os dados financeiros e sabem muito bem que assim chegar a solução sobre o arresto (de R$ 1,3 milhão nas contas), vamos fazer o pagamento. Por isso tudo, achei que foi precipitado.
Folha – Os profissionais alegam que não se trata apenas do salário de agosto, mas de outros direitos não pagos, como o 13º de 2015, triênio entre outros. O que tem a dizer?
Laura – Isso depende do caixa da prefeitura. Só se pode negociar isso vendo o caixa. É uma situação para se reunir com o prefeito e o secretário de Fazenda.
Folha – O que acha da comparação do atual governo com o anterior?
Laura – Acho muito triste falarem isso. Hoje temos organização escolar. As escolas estão recebendo a verba de manutenção. Estamos promovendo cursos de capacitação para os profissionais da rede. Mas o maior mote é o diálogo aberto com o sindicato, que antes não havia. Mas foi uma decisão (a greve) que a categoria deliberou.

* Confira matéria completa na edição desta quarta-feira (13) da Folha dos Lagos.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841