Assine Já
sábado, 08 de maio de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
20ºmin
http://www.alerj.rj.gov.br/
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 37344 Óbitos: 1418
Confirmados Óbitos
Araruama 9540 293
Armação dos Búzios 4603 57
Arraial do Cabo 1313 69
Cabo Frio 9865 521
Iguaba Grande 3733 92
São Pedro da Aldeia 5088 214
Saquarema 3202 172
Últimas notícias sobre a COVID-19
DOIS VOTOS CONTRÁRIOS

Câmara de Cabo Frio aprova criação de companhia de desenvolvimento

Emenda que desvincularia Codescaf do novo polo de desenvolvimento é arquivada

03 junho 2020 - 12h48Por Rodrigo Branco

A Câmara aprovou a criação da Companhia de Desenvolvimento de Cabo Frio (Codescaf) durante a sessão extraordinária desta terça-feira (3). O projeto de lei de autoria do Poder Executivo já tinha o parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e ainda passaria pela Comissão de Redação Final, mas com a apresentação de um requerimento de urgência, foi aprovado ontem mesmo, com os votos contrários dos vereadores Rafael Peçanha (Cidadania) e Vaguinho Simão (Republicanos).

O projeto foi aprovado com uma emenda de Vaguinho, que obriga a prestação de contas à Câmara. Entretanto, foi derrubada uma emenda supressiva proposta por Peçanha, que desvincularia a criação da Codescaf ao novo polo de desenvolvimento de Cabo Frio, cuja criação também foi aprovada nesta terça, em sessão extraordinária. Pelo texto do projeto, a nova companhia ficará responsável por executar as atividades imobiliárias do polo; por implantar a infraestrutura necessária para a instalação das empresas necessárias e verificar a habilitação dessas empresas, entre outras atribuições.

Ambos os projetos, que tramitam na Casa desde a primeira quinzena de fevereiro, agora seguem para a sanção do prefeito Adriano Moreno (DEM). A principal crítica de opositores à criação da Codescaf é a um eventual esvaziamento da função de Secretaria de Desenvolvimento Econômico e um possível aumento dos gastos por parte do governo municipal.

Em matéria publicada no dia 21 de fevereiro, o prefeito Adriano Moreno atribuiu as críticas “à desinformação” e garantiu que a companhia não vai onerar os cofres públicos, mas, sim, atuar atrair empreendimentos e gerar emprego e renda no município. Na mesma entrevista, o prefeito e o então secretário de Desenvolvimento Econômico, hoje na pasta de Governo, Mateus Mônica comentaram que a sede da Codescaf será no próprio prédio da prefeitura.

A empresa é de economia mista (público-privada), sob a forma de sociedade anônima (S.A), sendo o município o acionista majoritário, com 51% das ações. O capital inicial da companhia será de R$ 5 milhões, mas, segundo Matheus, o montante não precisa ser, necessariamente, em dinheiro. A entrada de capital privado vai ser feito por meio de um fundo de investimento registrado no Conselho de Valores Mobiliários (CVM), entidade que regula e fiscaliza o mercado financeiro.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.