Assine Já
quinta, 21 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ZONA LARANJA

Cabo Frio tem ocupação de 69% nos leitos de UTI

Dados do Comitê de Crise apontam que Unilagos e UPA do Parque Burle têm lotação máxima

20 junho 2020 - 19h16Por Rodrigo Branco

A rede municipal de Saúde de Cabo Frio está com 69,7% dos leitos de UTI ocupados, de acordo com o relatório do Gabinete de Gestão de Crise da Prefeitura ao qual a Folha dos Lagos teve acesso com exclusividade. Em relação aos leitos convencionais, destinados a pacientes menos graves, a ocupação é de 53,4%.

De acordo com o levantamento do Gabinete de Crise, tanto o Hospital de Campanha Unilagos, unidade de referência para tratar pacientes com Covid-19, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Burle estão com todos os leitos de UTI ocupados. No Hospital São José Operário, esse percentual é de 64%; e na UPA de Tamoios, de 50%.

No caso do Hospital Unilagos, a lotação dos leitos de UTI é máxima desde o último domingo, dia 14. O acompanhamento foi feito diariamente nas duas últimas semanas, desde que o primeiro decreto de reabertura econômica foi assinado pelo prefeito Adriano Moreno (DEM). Levando em conta todas as unidades de Saúde, a maior taxa de ocupação de leitos de UTI foi de 75%, no último dia 9 de junho.

No caso dos leitos convencionais, os números apontam uma sobrecarga na UPA do Parque Burle, que também se encontra com 100% de ocupação. Na sequência vem a UPA de Tamoios, com 78% dos leitos ocupados; o Hospital de Tamoios, com 69%; o Hospital São José Operário (57%); Hospital do Jardim Esperança (25%) e Hospital Unilagos (23%).

Os dados sobre ocupação dos leitos são levados em consideração, juntamente com outros indicadores, para o Índice Geral de Controle (IGC). Dentro de uma escala de zero a 100, o município de Cabo Frio encerrou as duas primeiras semanas de reabertura com IGC de 64,5, o que coloca o município na zona laranja (entre 51 e 90). Pela escala cromática estabelecida pela Prefeitura para a reabertura comercial, ainda existem as zonas verde (IGC de zero a 30); amarela (31 a 50) e vermelha (91 a 100).

Com os dados deste sábado (20), Cabo Frio contabiliza 667 casos confirmados de novo coronavírus, com 51 mortes. De acordo com o Governo do Estado, o município registrou 33 óbitos. Pelo Portal da Transparência de Registro Civil, que reúne dados fornecidos por cartórios, Cabo Frio já teve 77 mortes por Covid-19, desde 16 de março.

De acordo com o relatório do Gabinete de Gestão de Crise da Prefeitura de Cabo Frio, entre os dias 6 e 20 de junho, houve dez mortes, porém foram divulgadas oficialmente 22 no mesmo período, sendo 12 delas entre os dias 16 e 17 de junho.

Segundo a Folha apurou junto à Prefeitura, houve demora na liberação dos exames que confirmaram os óbitos, que não ocorreram nesta quantidade de um dia para o outro. Na ocasião, a Secretaria de Saúde informou “que segue as diretrizes da Secretaria Estadual de Saúde. A unidade de saúde faz o exame do paciente, envia para a vigilância em saúde do município, que por sua vez encaminha para o Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen-RJ), que após o resultado, informa à Secretaria de Estado de Saúde, ao município e ao Ministério da Saúde”.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.