Assine Já
sábado, 08 de agosto de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 4814 Óbitos: 285
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1591 95
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 748 39
Saquarema 844 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Polícia Militar

Guerra entre facções deixa mais um morto no Jacaré, em Cabo Frio

Tentativa de invasão nesta madrugada faz Polícia Militar ocupar o bairro

08 maio 2014 - 09h47Por Rodrigo Branco e Rosana Rodrigues
Guerra entre facções deixa mais um  morto no Jacaré, em Cabo Frio
Atualizado às 11h. A guerra pelo controle do tráfico de drogas na comunidade do Jacaré, em Cabo Frio, deixou mais um morto na madrugada desta quinta-feira (8). A vítima, conhecida como Junior Perneta, que fazia parte do ponto de venda da área, teria ido atuar na fação rival da Boca do Mato. O criminoso, com outros comparsas, entraram atirando no bairro, principalmente nas casas ondem morariam os líderes do controle no bairro. O tiroteio se intensificou quando os criminosos atingiram a casa de José Luiz Souza Luciano, conhecido como Zezinho, de 24 anos, que estava dormindo com a mulher e a filha de um mês. Zezinho, armado com uma pistola de 9 milímetros, revidou a ação, e Junior Perneta, foi atingido e morto.
Neste momento, policiais do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM) , que já estavam posicionados na área, ocuparam a comunidade. Com o marginal morto foi encontrado um revólver calibre 38, carregador para pistola, munição e uma granada. Zezinho foi preso e levado para a 126ª DP (Cabo Frio).  Marilene da Silva Cardoso, de 34 anos, também foi baleada e atingida na perna. Moradora do Bairro Peró, ela foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
Os comparsas de Junior Perneta fugiram para o Morro do Telégrafo, onde existe uma mata densa, o que dificulta a procura. A PM neste momento ainda realiza buscas A guerra pelo controle do tráfico fez a Polícia Militar (PM) ocupar a área de conflito, principalmente na Rua Pomar. Atualmente a área está com o clima de relativa tranquilidade e o comércio, aos poucos, começa a reabrir as suas portas. A escola municipal, o posto de saúde, além do Centro de Referência e Assistência Social (Cras), não funcionaram pela manhã.
Pela manhã, alguns moradores permaneceram em suas casas e muitos nem foram trabalhar. Após telefonemas anônimos de moradores do local informando que os traficantes do Bairro Boca do Mato invadiriam a comunidade nesta madrugada de quinta (8), os policiais do 25º Batalhão de Polícia Militar, ocuparam o Jacaré. Desde o início da manhã desta quinta (8), policiais vasculham ruas, becos, casas e revistam pessoas que transitam pelas vielas. O comandante do 25º BPM, tenente-coronel Ruy França, convocou grande partedo efetivo.
A onda de violência começou no domingo (4) com a morte de duas mulheres que foram baleadas e tiveram os corpos queimados no Jacaré. Segundo a polícia, elas teriam envolvimento com uma facção rival à que controla o tráfico no local. O tireteio na segunda-feira seria uma retaliação à morte das mulheres. No confronto, um grupo armado chegou pelo morro que fica atrás do bairro e saiu atirando,  que resultou na morte do segurança e morador do bairro, Herald Peterson Siqueira de 31 anos, atingido por bala perdida.