terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
DIÁLOGO

São Pedro da Aldeia anuncia abertura do Museu do Sal para maio

Em entrevista à Folha, nova secretária de Turismo anuncia outras novidades para o setor

23 março 2023 - 15h23Por Cristiane Zotich
São Pedro da Aldeia anuncia abertura do Museu do Sal para maio

Oficialmente inaugurado em dezembro de 2020, o Museu do Sal de São Pedro da Aldeia já tem data para ser aberto ao público. Segundo a secretária de Turismo aldeense, Claudia Tinoco (que assumiu a pasta em janeiro deste ano), o novo atrativo turístico começará a receber visitas em até 60 dias. O anúncio foi feito em entrevista à Folha. Durante a conversa, Claudia também informou que a Prefeitura já está trabalhando para realizar um inventário turístico (estudo que vai revelar a realidade do setor) e que, entre as novidades da sua gestão está a participação do município nas principais feiras de turismo nacionais e internacionais.

Folha - Você já possui passagem em alguns setores da Secretaria de Turismo de Cabo Frio. Acha que essa vivência te ajuda a comandar a secretaria aldeense?
Claudia -
Essa experiência me ajudou muito. Posso até afirmar que a Secretaria de Turismo foi fundamental para criar uma base sólida no sentido de entender o funcionamento da atividade numa cidade com o potencial de Cabo Frio e suas particularidades. Por se tratar de uma área que não depende de si só, o trabalho de outras secretarias e da iniciativa privada impacta diretamente no sucesso ou fracasso da gestão. Por outro lado, é necessário levar em conta que São Pedro da Aldeia e Cabo Frio têm muitas diferenças no que tange à atividade turística. Eu falo de diferenças positivas: São Pedro da Aldeia é atraente exatamente pelo que ela é. Por isso, ser secretária em São Pedro da Aldeia, mesmo com a experiência, é um grande desafio.

Folha - O fato de ser turismóloga torna a missão mais fácil?
Claudia -
Como em qualquer profissão, o turismo não é diferente. Precisamos ter um embasamento técnico, e é extremamente relevante uma vez que necessitamos dialogar com nossos pares e planejar políticas públicas.

Folha - Quais seriam seus principais desafios na Secretaria de Turismo de São Pedro da Aldeia, e como resolvê-los?
Claudia -
São vários os desafios, não somente em São Pedro da Aldeia, mas na maioria dos destinos do país. Porém, acredito que o maior deles é conscientizar todas as instâncias de poder quanto a importância da atividade turística, de provocar discussões com a sociedade civil e fazê-los entender que turismo não é despesa, turismo é investimento. Sem falar nas regulamentações necessárias para o desenvolvimento da área.

Folha - Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios têm o mar como um dos atrativos. Qual seria hoje o principal atrativo de São Pedro da Aldeia, tendo em vista que a Lagoa de Araruama ainda enfrenta problemas com despejo de esgoto?
Claudia -
São Pedro da Aldeia tem riquíssimos atrativos histórico-culturais e naturais, porém o inventário, com seu diagnóstico profundo, é que vai nos dizer qual o nosso principal produto turístico.

Folha - Você assumiu a Secretaria em janeiro deste ano. Já teve tempo de criar, ou pensar num calendário turístico para a cidade? O que já tem de confirmado?
Claudia -
O calendário oficial de eventos da cidade ainda não foi fechado, todavia está em fase de finalização. Prefiro anunciar posteriormente.

Folha - São Pedro da Aldeia não tem muito histórico de participar de feiras de turismo. Isso pode mudar com o seu comando? Já tem alguma feira confirmada? 
Claudia -
O município é o nosso produto, e precisamos colocá-lo no mercado para venda. Nada melhor do que participar de feiras, workshops e roadshows nos principais destinos emissores de turismo. Nosso objetivo para 2023 é estar presente na ABAV – Expo Internacional de Turismo, no “O Rio é de Vocês”, e na FIT (Feira Internacional de Turismo).

Folha - Há muito se discute se as cidades da região são turísticas ou de veraneio. Como você avalia essa situação em São Pedro da Aldeia?
Claudia -
Reafirmo que São Pedro da Aldeia possui atrativos de grande valor para além do verão.  Mas essa questão será melhor respondida através do inventário turístico, que vai nos fornecer informações precisas. Esse trabalho já está em fase de contratação pela administração pública. Logo iniciaremos os trabalhos, e creio que em aproximadamente 6 meses a pesquisa estará pronta.

Folha - Você acha que o turismo pode se tornar uma forte fonte de economia para São Pedro? O que está sendo feito nesse sentido?
Claudia -
Se eu não acreditasse jamais aceitaria essa missão. São Pedro da Aldeia está se desenvolvendo visivelmente e o turismo precisa acompanhar essa evolução. Empresas não param de chegar e o governo Fábio do Pastel está empenhado em ações estruturantes, com iniciativas que fortalecem o turismo. Nada como uma cidade que cuida dos seus para encantar os que nos visitam.

Folha - Quais pontos da cidade você recomenda para o turista que chega em São Pedro?
Claudia -
A Casa da Flor é um exemplo de arquitetura espontânea, reconhecida academicamente, inclusive tombada pelo IPHAN. A Igreja Matriz é uma das edificações religiosas mais antigas do país, de 1617, também tombada pelo IPHAN. O Centro Histórico tem diversos imóveis e monumentos tombados pelo INEPAC, e em breve contará com o Tour Histórico, oferecido gratuitamente. O Museu da Aviação Naval é o único do tipo no país. A Ponta dos Cardeiros é um lugar de beleza exuberante, e em breve contará com passeio da Trilha dos Cardeiros, oferecido gratuitamente. Tem ainda a Ilha da Ponta d’Água (conhecida como Ilha do Boi), que é outro atrativo natural muito lindo. Além desses, em breve também teremos o Museu do Sal, que será aberto à visitação em no máximo 60 dias.