Assine Já
quarta, 26 de janeiro de 2022
Região dos Lagos
32ºmax
22ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 57760 Óbitos: 2243
Confirmados Óbitos
Araruama 12913 456
Armação dos Búzios 7361 73
Arraial do Cabo 2014 93
Cabo Frio 16940 938
Iguaba Grande 5610 148
São Pedro da Aldeia 8267 292
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
'CASA CHEIA'

Ocupação hoteleira no interior do Rio para o Réveillon é de 91,25%

Índice foi divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro

29 dezembro 2021 - 15h30Por Redação

Boa parte das regiões do Estado do Rio de Janeiro terão um grande movimento turístico na virada do ano. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIHRJ), tudo indica que o Réveillon terá excelentes números de ocupação nos hotéis, atingindo a média de 91,25%. O índice faz parte da pesquisa Réveillon 2021-2022 nos municípios do interior do Estado do Rio, divulgada nesta terça-feira (28). Os turistas, contudo, estão enfrentando longos engarrafamentos nas estradas em péssimas condições nos acessos à Costa do Sol. 

– A retomada de diversos setores no Estado do Rio de Janeiro em 2021 inclui o turismo. As perspectivas de incremento para 2022 são ótimas. Todas as regiões do estado têm atrativos e estão preparadas para receber bem os turistas também na alta temporada, nos períodos do fim do ano e férias – garantiu o governador Cláudio Castro.  

O presidente da ABIHRJ, Paulo Michel, acredita que os números poderão chegar a 100% no dia da virada. “Os hotéis estão mais do que preparados em termos de protocolos para operar com ocupação completa com todo o conforto e segurança para os hóspedes”. 

Para o secretário estadual de Turismo do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca, os números provam que estamos fechando 2021 com chave de ouro e começando 2022 com muito otimismo e uma retomada consistente e segura.

– Estamos fortalecendo o Rio de Janeiro como principal destino turístico do Brasil e temos certeza de que o planejamento e o trabalho iniciados este ano renderão muitos frutos no cenário de pós-pandemia – disse Tutuca.

A região com maior índice é Angra dos Reis, com 97% da ocupação hoteleira, seguida de perto por Cabo Frio e Paraty, empatados 96%. Armação dos Búzios está em terceiro, com 94,80%, Arraial do Cabo em quarto (93,60%) e Macaé em quinto (93,50%). Na sexta posição está Petrópolis, com 93%. 

O Conselho de Desenvolvimento do Turismo da Costa do Sol (Condetur) não conseguiu a audiência pedia ao governador Cláuio Castro para apresentr a "Carta da Costa do Sol", com as reivindicações da rede hoteleira, técnicos e secretários de Turismo dos 13 municípios da região. Uma das prioridades era a melhoria das rodovias estaduais de acesso às cidades turísticas, sobretudo a RJ-106.

– Além dos buracos, da falta de sinalização, de policiamento etc, temos obstáculos que poderiam ser resolvidos, como os quebra-molas e os radares eletrônicos num pequeno trecho na divisa de São Pedro da Aldeia com Cabo Frio – lamentou Marco Navega, presidente do Condetur.

Na rodovia federal Niterói-Manilha, os motoristas estão enfrentando longos engarrafamentos a partir do Trevo de Manilha. A concessionária Arteris, que está devolvendo a concessão, não concluiu as obras de duplicação do trecho Niterói-Manilha e bloqueou o acostamento central (escape) com blocos de concreto.  Na tarde de terça-feira, o percurso Niterói-Búzios estava sendo feito em quatro horas. Na carta, os municípios também pedem a abertura da Estrada do Nelore, para melhorar a ligação Arraial do Cabo-Cabo Frio-Peró-Búzios.
 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.