Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
70% DOS LEITOS

Hotelaria espera máxima ocupação permitida em Cabo Frio para feriadão da próxima semana

Folga prolongada de Nossa Senhora Aparecida e Semana do Saco Cheio são vistos como ensaio para alta temporada

03 outubro 2021 - 11h24Por Rodrigo Branco

Bons ventos começam a soprar para o Turismo de Cabo Frio com a chegada da primavera, pelo menos, na expectativa do setor e do poder público. Segundo estimativa da Prefeitura, a ocupação de leitos na rede hoteleira durante o feriadão de Nossa Senhora Aparecida e a Semana do Saco Cheio – recesso estudantil adotado em vários lugares do Brasil entre o feriado da Padroeira e o Dia do Professor – será de 70%, máxima capacidade permitida por força de um decreto municipal de combate e prevenção à Covid-19.

Mais do que um período esperado para turbinar uma economia ainda em recuperação, por causa das restrições impostas pela pandemia, a data é encarada como um ensaio para a alta temporada, no fim do ano, a primeira a ser inteiramente planejada pela atual gestão municipal. Segundo o secretário municipal de Turismo, Esporte e Lazer, Carlos Cunha, o planejamento de verão já começará a ser colocado em prática nos feriados de outubro e novembro.

Na semana passada, como forma de marcar uma política própria de atuação turística, o governo realizou o Fórum de Turismo de Cabo Frio. Na ocasião, foi lançado o Plano Municipal de Turismo para os anos 2021-2024 e divulgado o Calendário Oficial de Eventos para o ano que vem. Além disso, foi apresentado o planejamento para a alta temporada 21/22.

Presente ao encontro, o presidente da Associação Comercial, Industrial e Turística (Acia), Renato Marins, reforça o otimismo com relação á procura dos visitantes, tanto para o feriadão da próxima semana como para os próximos meses, em função da ‘demanda reprimida’ do público por viagens. 

No entanto, assim como havia declarado à Folha por ocasião de sua posse, em maio, o empresário pede maior integração dos setores econômicos e a elaboração de pacotes que não se restrinjam às praias.

– Nós estamos utilizando, no máximo, 30% da nossa capacidade [turística]. Estamos com 70% de ociosidade, que não estamos sabendo aproveitar – acredita.
 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.