Assine Já
quarta, 28 de julho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
POR TODA A REGIÃO

Alerj pode aprovar criação da Rota Charles Darwin, com destino a Cabo Frio

Circuito ciclístico pelo litoral refaz expedição feita pelo naturalista inglês em 1832

09 novembro 2020 - 18h30Por Redação

Com o objetivo de potencializar o ecoturismo no Estado do Rio, poderá ser criada a Rota Charles Darwin, constituída por antigas trilhas e estradas utilizadas pelo biólogo em sua passagem pelo Brasil. É o que determina o projeto de lei 3.208/17, dos deputados Carlos Minc (PSB) e Zeidan (PT), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) votará em segunda discussão nesta terça-feira (10). Por ter recebido emendas, o texto ainda poderá ser alterado.

O percurso compreende a faixa litorânea entre a Baía de Guanabara e a cidade de Cabo Frio, na Região dos Lagos. Ao todo, o trajeto envolve nove municípios fluminenses, incluindo os sete da Região dos Lagos, além de Niterói e Maricá. O objetivo é promover a visitação pública do local por meio da construção de ciclovias. Charles Darwin esteve no Estado do Rio entre abril e julho de 1832. Na época com 23 anos, ele realizou pesquisas científicas e sociais que ajudaram a formulação de teorias como a da evolução das espécies e a da seleção natural.

“A passagem de Darwin no Rio de Janeiro foi mapeada, o caminho que ele fez em suas pesquisas percorre municípios de Niterói a Búzios e, através dessas trilhas, foram criadas unidades de preservação e um ecoturismo científico. Vários trechos dessas trilhas também são feitos com bicicleta, então a proposta reúne ecologia, ciência, ecoturismo e cicloturismo”, afirma o deputado Carlos Minc.

A proposta também autoriza o Governo do Estado a criar o Programa Cicloturístico da Rota Charles Darwin, com o objetivo de revitalizar os atrativos turísticos da região, promover a conectividade intermunicipal das ciclovias, além de viabilizar a passagem de cicloturistas nas unidades de conservação da natureza. Participarão da elaboração do programa representantes dos municípios, pesquisadores de universidades e membros de instituições ligadas ao turismo e ao meio ambiente.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.