Assine Já
quarta, 01 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53693 Óbitos: 2188
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6584 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15591 902
Iguaba Grande 5572 147
São Pedro da Aldeia 7051 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
AGORA É RECESSO

Votação de Polo de Desenvolvimento Econômico de Cabo Frio é adiada

Vereador Roberto Jesus pediu vistas de projeto que já havia sido aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ)

29 junho 2021 - 19h17Por Redação

A Prefeitura de Cabo Frio esperava aprovar o projeto de lei que institui o Polo de Desenvolvimento Econômico, mas vai ter que esperar mais um pouco. Apesar de a matéria ter sido aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o presidente Miguel Alencar (DEM) atendeu o pedido do vereador Roberto Jesus (MDB) e concedeu prazo de cinco dias para melhor analisar o projeto. 

O pedido de Jesus gerou um intenso debate no plenário, já ao fim da sessão, que durou mais de quatro horas. Como havia um pedido de urgência feito pelo Executivo, o parecer favorável da CCJ à matéria seria analisado em uma sessão extraordinária, mas ficou para depois após Miguel ceder aos argumentos de Jesus, que cobrou do governo e dos colegas da base as licenças e estudos de impacto ambiental para que o empreendimento seja lançado na área do loteamento Colinas do Peró, no Grande Jardim Esperança. O vereador oposicionista também afirmou que a proposta do Polo deve ser discutida pela população.

– Quero deixar claro que sou a favor do Polo Industrial. A gente aumentar o número de empregos na cidade é uma causa minha, mas desde que seja dentro da legalidade. Não quer dizer que porque vocês vão fazer uma coisa boa que possa ferir a legalidade, Hoje há inúmeras jurisprudências sobre a legalidade de fazer um Polo Industrial desse sem ouvir a população, sem saber sobre o impacto do solo, sem saber sobre o impacto do Meio Ambiente – argumentou.

A causa chegou a unir governo e oposição para que a votação ocorresse nesta terça. Seguindo o líder do governo, Davi Souza (PDT), outros parlamentares se colocaram de forma contrária ao pedido de vistas, incluindo a oposicionista Alexandra Codeço (Republicanos), assim como os governistas Alexandre da Colônia (DEM), Josias da Swell (PL), Jean da Auto Escola (PL), Thiago Vasconcelos (Avante) e Vanderson Bento (PTB). Segundo Davi, a urgência para a aprovação é pela questão do desemprego na cidade.

– Eu peço sensibilidade dos vereadores que desejam pedir vistas ao projeto e também do presidente do parlamento, pois isso significará um adiamento que atrasa em um mês algo que pode ser um grande passo para o desenvolvimento econômico. É urgente – pediu Davi.

Os pedidos foram em vão e agora a votação depende que seja convocada uma sessão extraordinária nas próximas semanas, uma vez que a sessão desta terça-feira (29) foi a última antes do recesso parlamentar de um mês. A proposta de sessão extraordinária foi sugerida pelo vereador Luis Geraldo (Republicanos).

Líder do governo faz discurso de agradecimento em tom de despedida

A sessão também marcou a possível despedida do líder do governo Davi Souza (PDT), uma vez que o vereador deve ser anunciado como novo secretário de Governo, no lugar de Aquiles Barreto, que assumiu secretaria no Rio.

Davi fez um breve balanço do trabalho de liderança no primero semestre, agradeceu aos colegas, mas negou, ao ser questionado se estava de saída.

– Nesses seis meses de liderança como foi desafiador o diálogo. Entender as diferenças, compreender que cada vereador tem o seu ponto de vista e unificar isso é muito difícil. E cada vereador tem sua opinião e deve ser respeitado por sua opinião e sua bandeira de luta. Isso me orgulha bastante porque quando eu vejo os vereadores de oposição, e principalmente eles, eu me orgulho do meu relacionamento que eu tenho com eles. Um relacionamento respeitoso, de diálogo e de construir pontes com um governo que tem erros, mas está disposto a acertar – disse, em tom emocionado. 

 

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.