Assine Já
sexta, 15 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
Campista

Vereador se irrita com novo veto a projeto de lei

Celso Campista diz que parecer contrário do CCJ ao texto que proíbe prefeitura de alugar imóveis particulares era 'esperado'

06 maio 2016 - 12h42Por Rodrigo Branco
Vereador se irrita com novo veto a projeto de lei

Virou rotina. A cada veto do prefeito Alair Corrêa (PP) ou mesmo parecer contrário de alguma comissão da Câmara de Cabo Frio, o vereador Celso Campista (PDT) reclama e fala cobras e lagartos na tribuna.

Desta vez, o motivo da queixa se refere à negativa da Comissão de Constituição e Justiça em levar adiante o projeto de lei nº 167/2015, que proíbe a prefeitura de alugar imóveis particulares para o funcionamento de repartições públicas municipais. Apesar de se dizer irritado, o parlamentar de Tamoios disse que não se surpreendeu com a decisão. Para ele, não faz sentido usar imóveis de terceiros, enquanto há outros, de propriedade da prefeitura, hoje em estado de deterioração, mas que poderiam ser reformados e ocupados.

– Eu não fiquei surpreso, pra mim já era esperado. Porque quem faz isso não tem compromisso com o povo de Cabo Frio. Qual o sentido de você alugar um imóvel com preço altíssimo, enquanto você tem um ginásio como o de Tamoios, que agora está caindo aos pedaços, mas tem salas que poderiam ser usadas? – questiona Campista.

O texto original pode não ter passado, mas o projeto ainda pode ser levado adiante, pois receberá as vistas de Vinícius Corrêa (PP), membro do CCJ. Ele negou que vá enviar o projeto para a gaveta, como espera Campista.

– De forma nenhuma. Só retirei (o projeto) para não provocar um caos em um momento de crise como esse. Imagina, por exemplo, o caso do posto de Unamar, que atende milhares de pessoas. Pelo texto da lei, quando o contrato de locação terminasse não poderia mais ser renovado, interrompendo o serviço. Só queremos fazer ajustes e analisar caso a caso – diz.

Agora, Vinícius tem 15 dias para concluir o processo de vistas.