Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cortes na Prefeitura

Vereador questiona descontos de grevistas e demissões de contratados em Cabo Frio

Servidores fizeram denúncia e uma audiência deve ocorrer na próxima terça com representantes da Prefeitura

05 setembro 2020 - 09h11Por Redação

O vereador Rafael Peçanha deu entrada em um requerimento na Câmara Municipal de Cabo Frio, nesta sexta-feira (4), cobrando explicações urgentes da prefeitura sobre o desconto feito em pagamentos de servidores que participaram legalmente da greve da educação na cidade. 

"A greve foi legal e é um direito do trabalhador, que já anda humilhado pelos atrasos salariais e, agora, ainda recebe mais este golpe ilegal e incoerente da parte do governo" afirmou Rafael. 

Ontem também, o parlamentar fez contato com manifestantes exonerados da Educação, que cobram a retirada de seus nomes da folha de pagamento, a fim de poderem receber o auxílio emergencial. 

Rafael manifestou apoio à indicação da vereadora Letícia Jota, que cobra essa decisão do Poder Executivo. 

"Ou o executivo readmite esses contratados ou tira seus nomes do RH e permite que eles recebam o auxílio emergencial. É muito sofrimento para quem só quer trabalhar e sobreviver", finalizou o vereador.

Denúncia nas redes sociais

Diferentemente dos últimos meses, desta vez, a Prefeitura de Cabo Frio não esperou o quinto dia útil para pagar os salários de agosto aos profissionais efetivos da Educação, mas as boas notícias pararam por aí. Alguns funcionários reclamaram nas redes sociais e com o sindicato da categoria (Sepe Lagos), que tiveram os dias de greve descontados pela Secretaria Municipal de Educação.

Segundo a coordenadora-geral, do Sepe, Cíntia Machado, o desconto não foi feito para todos servidores grevistas. Ela explica que foi verificado no sistema que o desconto foi feito, apesar de os diretores lançarem a falta como ‘greve’ na folha de ponto. Por lei, a ausência em virtude de paralisação deve ser abonada. A sindicalista deu o exemplo de  uma auxiliar de serviços gerais que recebe cerca de R$ 1.300, mas teve apenas R$ 400 depositados na conta.

"A secretaria pagou primeiro a essas pessoas que recebem com recursos próprios e a interpretação que a gente faz é que o governo cruelmente vai perseguir", disse Cíntia.

Uma audiência está marcada com representantes da Secretaria de Educação para próxima terça (8) para tratar desse e de outros assuntos, como o retorno dos profissionais ao trabalho e a plataforma digital de atividades. O desconto indevido foi relatado para a direção jurídica do sindicato e para direção central do Sepe, no Rio.

O feriadão será de indignação não apenas para os servidores da Educação. O funcionalismo municipal de Cabo Frio vai passar os dias de folga sem saber quando vai receber os salários de agosto. O calendário de pagamento escalonado só será divulgado na próxima terça-feira.

Apenas o Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf) divulgou as datas de pagamento, que mais um a vez será por faixas salariais. A autarquia de Previdência Social pretende quitar a folha dos aposentados, pensionistas e servidores em auxílio-doença até o dia 28.

O motivo para o novo fracionamento, segundo o Ibascaf, é insuficiência financeira. A justificativa é que a crise econômica no município deve-se “ao cenário da pandemia do COVID-19 que não permitiu que as receitas retornassem ao patamar de antes, causando com isso um desequilíbrio financeiro”.

Quem recebe até R$ 3 mil terá o benefício depositado na próxima sexta-feira (11); já os que ganham entre R$ 3 mil e R$ R$ 6 mil; receberão no dia 21. Os inativos que têm vencimentos acima de R$ 6 mil verão a cor do dinheiro apenas no dia 28.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.