Assine Já
quinta, 28 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
32ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22908 Óbitos: 767
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2989 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6139 264
Iguaba Grande 2043 50
São Pedro da Aldeia 3225 107
Saquarema 2294 117
Últimas notícias sobre a COVID-19
SEM FAKE NEWS

TSE firma parceria com o Google para combater desinformação nas eleições deste ano

Convênio com a empresa busca contribuir para que eleitores votem com segurança e bem informados

01 outubro 2020 - 20h20Por Redação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) firmou nesta quinta-feira (1º) parceria com o Google no âmbito do Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020. O objetivo é ajudar os eleitores a terem acesso rápido e simples a informações de qualidade e fornecidas por fontes oficiais sobre o processo eleitoral, já que o voto consciente é um dos pilares da democracia.

Além disso, o Tribunal espera que os cidadãos estejam bem informados sobre as medidas de cuidados sanitários adotadas neste ano em razão da pandemia de Covid-19.

Para isso, o Google vai disponibilizar recursos em suas plataformas para ajudar os eleitores brasileiros a encontrarem conteúdos confiáveis e de utilidade pública elaborados pela Justiça Eleitoral. Uma das novidades é o painel "Como Votar", que traz respostas no topo da busca para perguntas frequentes sobre o processo eleitoral e mais detalhes sobre os cuidados sanitários indicados pelo Tribunal para que o eleitor compareça à sua seção eleitoral e vote com segurança. Assim, quando o eleitor pesquisar sobre "Como votar" no Google, ele terá acesso direto a informações oficiais do TSE antes de qualquer outro resultado.

Pelo acordo anunciado nesta quinta, servidores do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) já estão sendo capacitados a utilizarem todas as possibilidades do Google para apuração, produção e divulgação de conteúdo.

Durante o período eleitoral, o Google vai ainda promover lives em parceria com o Tribunal, visando ampliar o conhecimento do eleitor brasileiro sobre temas importantes, como desinformação, protocolos sanitários para o dia da votação e mitos sobre o processo eleitoral. Essas lives serão divulgadas e veiculadas nos perfis das redes sociais do Google e do TSE.

Para denúncias de conteúdo enganoso em suas plataformas, o Google mantém seus canais de comunicação abertos aos usuários, entre eles o de suporte de reclamação para anúncios e de outros produtos em geral. Além disso, a empresa tomou todas as medidas necessárias junto ao TSE e aos Tribunais Regionais para reforçar um canal de comunicação para cumprimento das ordens judiciais.

O convênio entre o TSE e o Google termina no dia 19 de dezembro de 2020, com o fim do processo eleitoral.

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que essa parceria é feita em boa hora para potencializar o acesso à informação de qualidade e verdadeira e reprimir comportamentos articulados por quem procura destruir reputações e degenerar a democracia.

O ministro destacou que a tecnologia promoveu um avanço civilizatório, facilitando a comunicação e o acesso ao conhecimento. “Temos mais dados, mais informações e mais capacidade de participar esclarecidamente da vida do país”, disse, ao fazer referência à liberdade de expressão com a livre circulação de notícias, fatos, informações e opiniões que permitam que cada um construa a sua verdade.

“Democracia existe para que as pessoas possam votar de maneira informada, estando expostas a múltiplas visões de mundo que se apresentam numa sociedade aberta e plural, participando do debate público de maneira informada e esclarecida”, finalizou.

Para o diretor de Relações Governamentais e de Políticas Públicas do Google Brasil, Marcelo Lacerda, a desinformação é um problema complexo que precisa ser combatido por toda a sociedade. “Uma das melhores formas de fazer isso é criando maneiras para conectar, de forma simples e rápida, os eleitores brasileiros a conteúdos confiáveis e de qualidade e ajudá-los a tomarem decisões bem informadas. É justamente isso o que estamos promovendo por meio dessa parceria com o TSE”, explicou.

O acordo faz parte de uma série de medidas tomadas pelo Tribunal para incentivar a circulação de informações oficiais sobre o processo eleitoral. As plataformas ofereceram produtos e serviços, sem custo aos cofres públicos.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.