Assine Já
sexta, 10 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 320 Confirmados: 3310 Óbitos: 194
Suspeitos: 320 Confirmados: 3310 Óbitos: 194
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 528 19
Saquarema 23 541 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
Sessão

Sessão na Câmara pode não acontecer nesta quinta (8)

Nos bastidores, versão diz que motivo seria adiar votação de requerimento do Córrego Rico

08 outubro 2015 - 09h46Por Nicia Carvalho

Moradores de Cabo Frio inte­ressados na política local e que têm o hábito de assistir às sessões da Câmara de Vereadores às ter­ças e quintas devem se preparar para a possibilidade de não haver plenária nesta quinta-feira (8). Nos bastidores da Casa há rumores de que o moti­vo seria a tentativa – mais uma – do governo, que tem o apoio da maior parte dos 17 vereadores, de adiar a votação de requeri­mento proposto pelos parlamen­tares Aquiles Barreto (SD) e Cel­so Campita (PSB).

O documento pede explica­ções sobre aditivo contratual de R$ 27 milhões a favor da em­presa Córrego Rico Transporte e Construção Ltda. A empresa aluga máquinas e equipamentos para a administração municipal.

Caso os rumores se confir­mem, esta seria a sexta falta de sessão por ausência de quórum, nos últimos cinco meses, já que o Regimento Interno da Casa preconiza que dos 17 vereadores, um terço, ou nove, estejam pre­sentes para que haja plenária. Na última terça, em que apenas seis parlamentares responderam à chamada de presença, o vereador Aquiles reafirmou que não vai re­tirar o requerimento de pauta.

– O requerimento não sai de pauta. Esta é uma casa política e os vereadores terão que se po­sicionar. Se temos crise, como aprovamos aditivo? Servidores estão sem receber, assim como prestadores de serviço. A coleta de lixo está a desejar. Acredito que a população deve saber como seus representantes votam e des­sa vez não deve ser diferente – afirmou Aquiles.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quinta-feira (8)