Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8032 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1614 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 241 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1309 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
servidores

Servidores de Cabo Frio entram em greve nesta segunda

Governo paga parte da Educação e outros funcionários marcam manifestação em frente à secretaria de Saúde

07 outubro 2017 - 10h42
Servidores de Cabo Frio entram em greve nesta segunda

*

Servidores da Saúde, fiscais de renda municipais e funcionários de outros setores irão entrar em greve a partir da meia-noite da próxima segunda-feira. O motivo é a falta de pagamento do salário de setembro no dia de ontem, quinto dia útil do mês. Um protesto já está marcado para as 9 horas desta segunda, em frente à sede da Secretaria de Saúde, em São Cristóvão.

A atitude de cruzar os braços já havia sido decidida em assembleia conjunta dos sindicatos dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf) e dos Servidores da Saúde (SindSaúde) e da Associação dos Fiscais Municipais (AFM), realizada em agosto. No mês passado, quanto também houve atraso no pagamento, o expediente já tinha sido utilizado.

– Ninguém recebeu. E não tem previsão. Creio que a gente fique até dezembro nessa situação. No mês passado, os efetivos da Saúde só receberam no dia 14. Os contratados, no dia 21. Isso sem contar com a situação do reparcelamento (dos atrasados da gestão anterior), que também não tem previsão – comentou o presidente do SindSaúde, Gelcimar Almeida.

Mas para o presidente do Sindicaf, Fábio Claudino, os trabalhadores não devem receber nem mesmo na semana que vem, por causa do feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida, na próxima quinta-feira. De acordo com Claudino, desta vez, até mesmo os coveiros dos cemitérios Santa Izabel, no Portinho, e Jardim dos Eucaliptos, no Jardim Esperança, cogitam paralisar as atividades.

– Não é mole. Apenas a Comsercaf e agora os efetivos da Educação receberam. O pessoal dos cemitérios vai esperar até segunda, mas acho que param também. Se pararem vou lá dar uma força – adiantou o sindicalista.

Alegando falta de dinheiro, a prefeitura pagou ontem apenas aos efetivos da Educação. Para isso, foram usados os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

De todo modo, a categoria irá fazer uma assembleia também na segunda-feira, às 18 horas, no Colégio Edilson Duarte para definir se voltam a fazer greve. Em setembro, professores e demais profissionais de ensino ficaram 16 dias parados por conta do atraso no pagamento de agosto, entre outras reivindicações. Para a diretora de imprensa do Sindicato dos Profissionais da Educação, Denise Teixeira, a tendência é que a situação se repita.

​* Confira matéria completa na edição impressa da Folha dos Lagos deste fim de semana.