Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Servidores criticam falta de posicionamento de vereadores sobre atraso nos salários

Silêncio dos vereadores de Cabo Frio revolta assistência

09 dezembro 2015 - 09h19Por Nicia Carvalho

Sob gritos de “vergonha” e “absurdo”, a assistência da Câ­mara de Cabo Frio, repleta de funcionários do município que ainda não receberam o salário referente a novembro, protestou contra o silêncio dos 15 verea­dores presentes à sessão, ontem. Ao contrário do que o público esperava, ninguém usou a tribu­na. Coincidência ou não, 15 mi­nutos foi também o período que durou a sessão – mais ou menos o tempo de fazer a segunda cha­mada, já que na primeira apenas a Mesa Diretora estava no ple­nário para a leitura da pauta. In­dignados, os manifestantes afir­maram que só deixariam o local após serem ouvidos pelo presi­dente, Marcello Corrêa (PP).

– Ninguém se manifestou. Isso é uma vergonha. Estamos sem receber, a gente também tem contas para pagar, e os vere­adores ficam calados? – dispa­rou uma servidora, que não quis se identificar. De acordo com ela e outros que estavam presentes no protesto, servidores têm sido perseguidos por manifestações contra o Governo Municipal.

Os vereadores deixaram o ple­nário sob protestos da assistên­cia, que criticou o silêncio sepu­cral da Casa sobre os atrasos. O presidente do Sindicato dos Ser­vidores Municipais de Cabo Frio (Sindicaf), Olney Vianna, chegou a afirmar que as reivindicações dos servidores não poderiam ser ignoradas daquela forma.

– Eles não se manifestaram, não deram espaço para nossas demandas. Apesar de a mensa­gem referente ao Ibascaf não ter entrado na pauta do dia, eles também têm que dar explicações sobre os salários – afirmou.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quarta-feira (9)