segunda, 04 de março de 2024
segunda, 04 de março de 2024
Cabo Frio
23°C
Park Lagos mobile
parcelamento

Sem dinheiro, governo do estado parcela salários de maio

União bloqueou repasses por causa de calote do estado com agência francesa

09 junho 2016 - 11h14

O Governo Estadual do Rio de Janeiro, a partir de agora, dependerá da União para não parcelar o pagamento de maio dos servidores. O Estado teve as contas bloqueadas por não ter pago parte de um empréstimo à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), do qual a União era avalista. Se o Governo Federal não rever o pedido, o parcelamento é considerado certo.

De acordo com membros da cúpula do governo, o Estado não quitou a parcela do empréstimo porque teve R$ 49 milhões arrestados pela Defensoria Pública. A quantia foi retirada no início da última semana e serviu para saldar a folha de pagamento dos servidores do órgão. O poder público contava com esse valor para pagar parte do financiamento.

Coube a União pagar dívida. A contrapartida foi bloquear todas as contas estaduais que recebem pagamentos de Imposto sobre Circulação de Mercadores e Serviços (ICMS).

O pagamento dos funcionários está marcado para o dia 14 de junho, o 10º dia útil do mês. A folha mensal gira em torno de R$ 1,5 bilhão.
Assim que a crise começou, o governo começou a trabalhar com a arrecadação diária para pagar o funcionalismo. A esperança do Estado é obter o desbloqueio nos próximos dias.

A crise vem prejudicando o pagamento da folha desde o fim do ano passado. Os salários dos meses de novembro passado e de abril deste ano foram prejudicados e precisaram ou ser parcelados ou terem atraso.