Assine Já
sábado, 23 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
TODO CUIDADO É POUCO

Saiba como é a rotina dos prefeitos da Região dos Lagos durante a pandemia de coronavírus

Uso de álcool gel e reuniões à distância são estratégias para impedir o contágio

24 março 2020 - 19h10Por Rodrigo Branco

A situação de emergência imposta pela epidemia de coronavírus obrigou os prefeitos da região a aumentar a carga de trabalho diário. No entanto, enquanto tomam inúmeras decisões para tentar preservar a saúde da população de seus municípios, eles próprios adotam protocolos de segurança para evitar uma possível contaminação.

A Folha ouviu assessores ligados aos prefeitos e todos tiveram os hábitos modificados, apesar da inevitável exposição. Em Cabo Frio, o acesso ao gabinete do prefeito Adriano Moreno (DEM) está mais restrito. As reuniões do Gabinete de Crise montado para tratar das ações preventivas ao Covid-19 contam com, no máximo, cinco pessoas, que ficam obrigatoriamente distantes um metro entre elas.

Na entrada e saída da sala, o ritual tem sido o uso de álcool gel pelos participantes dos encontros. O ar condicionado é mantido desligado e as janelas abertas para a circulação do ar. Os cuidados estão sendo estendidos aos funcionários que ainda trabalham no prédio. 

"Na sexta-feira (20),  a Prefeitura recebeu materiais de higienização e álcool gel para proteção dos servidores que ainda precisam trabalhar de forma presencial.  A Prefeitura está com efetivo reduzido para conter a disseminação do vírus. Somente os serviços essenciais estão funcionando. Além disso, escadas, corrimãos, mesas e superfícies estão sendo higienizados diariamente", diz nota enviada pela Prefeitura à reportagem.

Em Arraial, onde uma barreira sanitária foi montada nas entradas da cidade, as precauções são semelhantes. O prefeito Renatinho Vianna (Republicanos) tem despachado de casa, onde recebe poucos assessores e secretários por vez. Reuniões são feitas por telefone para evitar aglomeração. 

Ontem, ele esteve acompanhando o trabalho da Guarda Municipal, no acesso ao perímetro urbano. Nas ações externas indispensáveis, o álcool gel é o companheiro fiel. 

" Ele precisa se preocupar com a saúde e como gestor tem que dar o exemplo", disse Juliana Rodrigues, coordenadora de Comunicação, confirmando que o acesso ao prefeito está mais restrito no momento.

Em Búzios, André Granado (MDB), que é médico como o colega Adriano, tem participado das ações de vacinação dos idosos, que estão recebendo as doses em casa. Para a execução da tarefa, de contato direto com a população, ele e a equipe tem usado máscaras e luvas. 

Já em São Pedro da Aldeia, o prefeito Cláudio Chumbinho optou por dar expediente na sede do Executivo todos os dias, mas não abriu mão dos cuidados. A assepsia das mãos  com água e sabão ou álcool gel não são esquecidas. Nas reuniões presenciais com os secretários, tem se respeitado uma distância maior entre uma pessoa e outra. Mas o esquema de reuniões virtuais também foi adotada, de acordo com a situação.

"A situação tem exigido muitas reuniões com o Gabinete de Crise. Para minimizar contágio pelo coronavírus, as áreas administrativas da Prefeitura estão trabalhando com quadro reduzido, por rodízio, a fim de que o serviço não pare", explica a coordenadora de Comunicação, Adriana Pereira.

Do mesmo modo, o prefeito da vizinha Iguaba Grande, Vantoil Martins (Cidadania) aumentou a frequência de higienização das mãos. Reuniões presenciais são feitas com, no máximo, mais uma pessoa. Os assuntos com.o secretariado tem sido tratados prioritariamente pelo WhatsApp.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Araruama para saber dos cuidados pessoais adotados pela prefeita Lívia Bello (PP), mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.