Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8402 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1657 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2765 149
Iguaba Grande 695 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
Câmara

Renovada e sob nova direção, Câmara de Cabo Frio reabre hoje

​Aquiles Barreto (SD) comanda Casa, que terá confortável base para Marquinho

03 janeiro 2017 - 07h30Por Rodrigo Branco | foto: Evandro Mureb
Renovada e sob nova direção, Câmara de Cabo Frio reabre hoje

A Câmara Municipal de Cabo Frio terá hoje a primeira sessão de 2017 com novo presidente, repleta de estreantes e muitas pendências deixadas pela antiga legislatura a resolver. Agora sob o comando do vereador Aquiles Barreto (SD), eleito no domingo com o voto de 12 dos colegas de plenário, a Casa Legislativa dará ao prefeito Marquinho Mendes (PMDB) uma confortável base de apoio para a aprovação das mensagens de interesse do governo, como a de um eventual pedido de empréstimo bancário, que seria usado para colocar os salários do funcionalismo em dia.

Antes disso, porém, os vereadores precisam votar o orçamento previsto para este ano, de R$ 863 milhões, travado nas comissões da Câmara há mais de dois meses. Outra pendência é o reajuste salarial de 18% pretendido pelos funcionários efetivos da Casa, que chegou a entrar em pauta no fim do ano passado, mas acabou engavetado. Antigas demandas, como a votação do novo Plano Diretor da cidade, também devem ser tema de discussão em breve.

Além disso, é aguardado com expectativa o desempenho dos novos vereadores. Após um período de muitas críticas, durante o qual a Câmara chegou a ser chamada de ‘Casa do Silêncio’, a esperança é de um Legislativo renovado, mais participativo e com maior poder de fiscalização do Executivo. São dez as caras novas em relação ao último mandato: Alexandra Codeço (PRB); Rafael Peçanha (PDT); Adeir Novaes (PRB); Edilan do Celular (PRP); Guilherme Moreira (PPS), Miguel Alencar (PPS); Letícia Jotta (PSC); Oséas de Tamoios (PDT); Vaguinho (PPS) e Blau Blau (PSC).