Assine Já
quinta, 21 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
Política

Regulamentação de aplicativos de transporte já tramita na Câmara de Cabo Frio

Comissão de Constituição e Justiça tem 15 dias para emitir parecer sobre projeto do Executivo

21 agosto 2019 - 20h02Por Rodrigo Branco
Regulamentação de aplicativos de transporte já tramita na Câmara de Cabo Frio

A Mesa Diretora da Câmara de Cabo Frio enviou para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o projeto de lei nº 0217/2019, do Poder Executivo, que regulamenta o transporte individual de passageiros por meio de aplicativos de celular. O texto foi encaminhado para a CCJ na sessão da noite de anteontem e, agora, os vereadores têm 15 dias para apreciar o texto e emitir um parecer. No plenário, havia um grande número de motoristas de aplicativos que cobravam garantias de que não vão ficar no prejuízo.


Entre outras coisas, o projeto estabelece que as administradoras de plataformas digitais de transporte como o Uber e a 99 façam um prévio credenciamento junto à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana. Outro ponto polêmico diz respeito ao fato de que as empresas deverão repassar ao município 2% do faturamento mensal das corridas que tenham Cabo Frio como origem e destino. 


Representante de uma das categorias mais interessadas na questão, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Josemário Moreira, o Baiano do Táxi, afirma que a regulamentação serve para tornar a competição com aplicativos menos desigual. Ele afirma que o projeto tem amparo na Lei federal nº 13.640/2018, que trata do mesmo assunto.


– Já era pra ter regulamentado e está saindo de forma positiva pra quem quer trabalhar de forma correta perante a lei, assim como trabalha o taxista. Não vai ter essa enxurrada de carro que não é do município, que não conhece a cidade. Vai dar direitos iguais aos taxistas e mais segurança para a população.  Vai facilitar a fiscalização de transporte. Está com tecendo no brasil inteiro. Tem que regulamentar, pagar impostos e ser justos para os dois lados – comentou, alegando que as empresas de aplicativos atualmente não pagam impostos nem deixam recursos para o município.
Internamente, os vereadores costuram para que as todas as categorias sejam ouvidas. Desta forma, alterações no texto original em forma de emendas não estão descartadas.  


Em nota, a empresa 99 afirma que mantém diálogo aberto com o poder público municipal para a construção de regulamentações que garantam o direito dos motoristas autônomos ganharem renda e das pessoas escolherem a forma como desejam se locomover pela cidade. 
Sobre o projeto de lei encaminhado, a empresa desconhece seu teor, mas ressalta que qualquer legislação não pode ir contra a Lei Federal que regulamenta a atividade de transporte remunerado individual e nem ao entendimento do Supremo Tribunal Federal. Já o Uber não respondeu ao questionamento da reportagem.


Reajuste – Também na sessão de terça-feira, os vereadores de Cabo Frio também aprovaram, em sessão extraordinária, o projeto de lei nº 0215/2019, também de autoria do Poder Executivo, que concede reajuste salarial de 8% para os servidores municipais das categorias contempladas pelas Leis Complementares nº 11, de 27 de junho de 2012, nº 19, de 21 de outubro de 2013, e nº 37, de 20 de fevereiro de 2019.