Assine Já
sexta, 14 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
17ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 5213 Óbitos: 304
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 384 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1721 100
Iguaba Grande 420 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 914 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Vereador

Presidente se desculpa por excesso

Marcello admite que extrapolou na defesa à família ao citar mãe de vereador

17 julho 2015 - 10h43

Depois de servir de pano de fundo para instantes com cara de reunião familiar, o presidente Marcello Corrêa (PP) abriu a sessão de ontem da Câmara de Vereadores se retratando pelo excesso com o qual se dirigiu ao vereador Aquiles Barreto (SD). O pedido de desculpas se estendeu aos demais pares do legislativo – que ao usarem a tribuna ontem demonstraram surpresa com atitude do presidente – assim como à imprensa, que regularmente cobre as sessões, e à assistência. Aquiles, bem como outros seis vereadores, não estava presente à plenária ontem.
– Quero me desculpar pela forma com a qual utilizei a tribuna desta Casa na terça-feira. Foi um exagero e queria me desculpar pessoalmente com o vereador Aquiles – afirmou.
O motivo das desculpas foi o discurso de Marcello, acima do tom, ao defender a irmã e secretária de Assistência Social, Carolina Corrêa, e rebater os questionamentos de Aquiles sobre a distribuição de cestas básicas e a promessa de investimento de mais R$ 10 milhões no Tangará, projetos que foram lançados na sexta passada, ao passo que outras ações estão estagnadas devido à crise, segundo o governo municipal.

A reação desproporcional pegou a todos de surpresa, conforme demonstraram os vereadores Fred (PDT) e Luis Geraldo (PPS).
– Estranhamos o comportamento do presidente, que sempre tratou a todos bem. O pedido de desculpas mostra como ele é, na verdade, uma pessoa de bom coração – apoiou Luis Geraldo.
Após o discurso de abertura, os trabalhos do dia prosseguiram dentro da normalidade, apesar de a votação de alguns itens da pauta do dia terem sido prejudicadas pela ausência de seis vereadores – Aquiles Barreto (SD), Emanoel Fernandes (Pros), Paulo Henrique (PR), Taylor Jasmim (PRB), Vanderlei Bento (PSDB) e Jefferson Vidal (PSC) – e transferidos para a próxima sessão.
Esta semana, a Câmara concedeu diploma de duas moções de aplauso: a de ontem foi para o grupo Bravas em Ação, que tem como objetivo a prática de esporte, e que recebeu o documento das mãos do vereador autor, Braz Enfermeiro (PMDB). Na terça, foi a vez do Centro Social Breno Pereira Lima, pelas mãos do vereador autor Aquiles Barreto.

 

* Matéria completa na edição impressa