Assine Já
domingo, 26 de setembro de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 51256 Óbitos: 2089
Confirmados Óbitos
Araruama 12211 437
Armação dos Búzios 6305 64
Arraial do Cabo 1689 90
Cabo Frio 14244 839
Iguaba Grande 5384 138
São Pedro da Aldeia 6892 286
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Vereador

Presidente se desculpa por excesso

Marcello admite que extrapolou na defesa à família ao citar mãe de vereador

17 julho 2015 - 10h43

Depois de servir de pano de fundo para instantes com cara de reunião familiar, o presidente Marcello Corrêa (PP) abriu a sessão de ontem da Câmara de Vereadores se retratando pelo excesso com o qual se dirigiu ao vereador Aquiles Barreto (SD). O pedido de desculpas se estendeu aos demais pares do legislativo – que ao usarem a tribuna ontem demonstraram surpresa com atitude do presidente – assim como à imprensa, que regularmente cobre as sessões, e à assistência. Aquiles, bem como outros seis vereadores, não estava presente à plenária ontem.
– Quero me desculpar pela forma com a qual utilizei a tribuna desta Casa na terça-feira. Foi um exagero e queria me desculpar pessoalmente com o vereador Aquiles – afirmou.
O motivo das desculpas foi o discurso de Marcello, acima do tom, ao defender a irmã e secretária de Assistência Social, Carolina Corrêa, e rebater os questionamentos de Aquiles sobre a distribuição de cestas básicas e a promessa de investimento de mais R$ 10 milhões no Tangará, projetos que foram lançados na sexta passada, ao passo que outras ações estão estagnadas devido à crise, segundo o governo municipal.

A reação desproporcional pegou a todos de surpresa, conforme demonstraram os vereadores Fred (PDT) e Luis Geraldo (PPS).
– Estranhamos o comportamento do presidente, que sempre tratou a todos bem. O pedido de desculpas mostra como ele é, na verdade, uma pessoa de bom coração – apoiou Luis Geraldo.
Após o discurso de abertura, os trabalhos do dia prosseguiram dentro da normalidade, apesar de a votação de alguns itens da pauta do dia terem sido prejudicadas pela ausência de seis vereadores – Aquiles Barreto (SD), Emanoel Fernandes (Pros), Paulo Henrique (PR), Taylor Jasmim (PRB), Vanderlei Bento (PSDB) e Jefferson Vidal (PSC) – e transferidos para a próxima sessão.
Esta semana, a Câmara concedeu diploma de duas moções de aplauso: a de ontem foi para o grupo Bravas em Ação, que tem como objetivo a prática de esporte, e que recebeu o documento das mãos do vereador autor, Braz Enfermeiro (PMDB). Na terça, foi a vez do Centro Social Breno Pereira Lima, pelas mãos do vereador autor Aquiles Barreto.

 

* Matéria completa na edição impressa