Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Prefeitura espera arrecadar até R$ 20 mi renegociando dívidas em impostos municipais

Cabo Frio aposta na renegociação para sair do vermelho

01 dezembro 2015 - 10h27

Com as finanças comprome­tidas pela queda nos repasses dos royalties do petróleo, Cabo Frio busca solução doméstica para tentar sair do buraco. É apostando na renegociação de dívidas em impostos e taxas que o município promove desde ontem o ‘Concilia Cabo Frio’, no Centro de Artes Visuais, na Praça da Cidadania. O ‘feirão’ funcionará até o próximo dia 13 de dezembro.

O programa é uma oportuni­dade para os contribuintes re­financiarem suas dívidas com decontos e em condições mais suaves de pagamento e, para o município, uma tentativa de au­mentar a arrecadação. Com os acordos, a secretaria municipal de Fazenda espera conseguir um reforço de até R$ 20 mi­lhões no caixa.

– Essa é a primeira edição. O Conselho Nacional de Justiça lançou essa campanha em todos os municípios do estado do Rio e agora é a vez de Cabo Frio. A gente acha que é possível ar­recadar de R$ 15 milhões a R$ 20 milhões. Só em processos judiciais, a gente tem 20 mil,

 execuções fiscais ajuizadas na Dívida Ativa, foras as cobran­ças administrativas – espera a procuradora especial fazendária Karla Quintanilha.

A julgar pelo movimento no primeiro dia, a prefeitura pode ter boas expectativas. Na manhã de ontem, um bom público es­teve no CAV para tentar a con­ciliação e, talvez, entrar no ano novo com seus débitos equacio­nados. Apesar do movimento, não havia problemas no local, que conta com 26 guichês, al­guns deles para atendimento preferencial.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira (1)