Assine Já
terça, 27 de julho de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
RELATÓRIO FINALIZADO

Prefeitura de Cabo Frio anuncia tomada de contas na Educação

Auditoria interna conclui que não houve desvios de recursos nem descumprimento de TAC

06 março 2020 - 14h44Por Rodrigo Branco

A Prefeitura de Cabo Frio vai fazer uma tomada de contas para apurar transferências entre as contas do salário Educação e do Fundeb, verificadas durante o processo de auditoria interna, cujos resultados foram apresentados a jornalistas, nesta quinta-feira (5), no gabinete do prefeito Adriano Moreno (DEM).

A auditoria foi feita por determinação do prefeito, após as denúncias de desvios de R$ 40 milhões feitas pelo ex-secretário de Educação Cláudio Leitão. Depois de dez meses, o trabalho da Comissão Especial Extraordinária montada pelo governo apontou que não houve desvios de recursos, nem fraude contábil. O levantamento comprrendeu o período de julho de 2018 a abril de 2019, quando Leitão esteve à frente da pasta. 

Além disso, os auditores afirmaram que o município cumpriu o Termo de Ajustamento firmado junto ao Ministério Público (MP), que previa o investimento de 27,7% dos recursos próprios, para compensar perdas de 2016, foi cumprida até o fim de 2018, mas que no momento não está em vigor.

Segundo Adriano, o relatório foi enviado para o Tribunal de Contas do Estado, para os Ministérios Público Estadual e Federal e para a Polícia Federal. O prefeito disse que o relatório de auditoria foi aprovado pelo TCE. 

– Hoje viramos uma página e quebramos um paradigma desta cidade. Estamos apresentando todas as contas com transparência e mostrando a veracidade do nosso trabalho. Informações sem fundamento não contribuirão para o desenvolvimento do município – disse Adriano, salientando que a Educação tem ‘controle total’ das contas. 

Por outro lado, as denúncias de Leitão resultaram em uma ação civil pública que tramita na 2ª Vara Cível de Cabo Frio. O ex-secretário afirma ainda que os recursos não chegaram às contas de Educação e que a antiga gestão da Fazenda admitiu, em abril de 2019, que deixou de repassar R$ 32 milhões.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.