Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prefeitos

Prefeitos terão encontro com Michel Temer no próximo dia 5

Após reunião com Rodrigo Maia, apelo será diretamente ao presidente da República

11 maio 2017 - 07h43Por Rodrigo Branco I Foto: Divulgação
Prefeitos terão encontro com Michel Temer no próximo dia 5

Os prefeitos do Rio terão a chance de demonstrar pessoal­mente todo o descontentamento com relação ao tratamento dado pelo Governo Federal ao Esta­do. Está marcado para o próxi­mo dia 5 de junho um almoço dos prefeitos fluminenses com o presidente da República, Michel Temer (PMDB). A articulação para o encontro com Temer saiu ontem do café da manhã ofere­cido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), para os representan­tes dos Executivos municipais.

Durante a reunião, Maia ouviu as reivindicações de cada cidade e prometeu ser o interlocutor das demandas junto ao Governo Fe­deral. Ficou definido que serão realizadas reuniões mensais en­tre o presidente da Câmara e os prefeitos para a busca de soluções contra a crise econômica. Segun­do a assessoria de Rodrigo Maia, o chefe do Legislativo pediu a união entre Estado e municípios para o fortalecimento do grupo.

Para os participantes, a reu­nião foi considerada positiva. Se não houve o compromisso verbal de derrubar o decreto de Temer que muda o cálculo dos royalties do petróleo, a disposi­ção do presidente da Câmara de dialogar e lutar pelos interesses do Estado do Rio foi vista com bons olhos.

– Ele se comprometeu a en­trar nessa briga. Espero que isso se cumpra na prática – disse o prefeito de Arraial do Cabo, Re­natinho Vianna (PRB).

As aflições entre os presentes à mesa de café eram comuns a todos. E não se resumiam às pes­simistas projeções de perdas na arrecadação por causa do novo cálculo dos royalties. O fato de vários municípios estarem nega­tivados no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc) gera preocu­pação. O ‘nome sujo’ impede o recebimento de verbas federais e de emendas parlamentares. O bloqueio de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi outra ‘dor de cabeça’ tratada durante a reunião. O pre­feito de Cabo Frio, Marquinho Mendes (PMDB), deu o tom da esperança entre os prefeitos.

– Precisamos ter as portas dos ministérios abertas e só você vai conseguir isso para gente, Rodri­go. Quero parabenizar sua atua­ção como presidente da Câmara. Nós temos muito orgulho de você. Queremos falar olhando nos seus olhos: dependemos de você. E eu tenho certeza, porque te conheço, que hoje começamos a escrever uma nova história nas nossas ci­dades – disse Marquinho.

Da Região dos Lagos, além de Marquinho Mendes e Rena­tinho, estiveram presentes os prefeitos de Búzios, André Gra­nado (PMDB), e de Saquarema, Manoela Peres (PTN). Partici­param ainda do encontro os pre­feitos de Niterói, Rodrigo Neves (PV); de São Gonçalo, José Luiz Nanci (PPS), e de Itaboraí, Sadi­noel Souza (PMB), entre outros.