Assine Já
sábado, 15 de agosto de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 5271 Óbitos: 305
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 388 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1751 100
Iguaba Grande 427 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 931 52
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Prefeito de Cabo Frio reafirma que fará reforma administrativa ainda este mês

De novo, Alair Corrêa usa redes sociais, mas não anuncia medidas

15 outubro 2015 - 10h10Por Nicia Carvalho

O prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP), voltou às redes so­ciais ontem para reafirmar que fará novo pacote de arrocho para tentar conter a crise e equilibrar as finanças municipais. Na pági­na pessoal no Facebook, no en­tanto, as ações não foram anun­ciadas. O texto da mensagem dizia apenas que seriam adotadas iniciativas para aumentar a arreca­dação e diminuir gastos com ma­nutenção e folha de pagamentos. Esta última, ainda segundo a postagem, seria de R$ 6 milhões a mais que a de setembro.

Em paralelo ao custo extra da folha, funcionários seguem sem receber o salário de setembro. A falta de pagamento teria mo­tivado professores a cruzarem os braços no Colégio Munici­pal Professora Elza Maria Santa Rosa Bernardo, no Jardim Espe­rança.

Contratados e comissionados entram hoje no oitavo dia sem salário, desde que a prefeitura adotou o quinto dia útil de paga­mento como calendário oficial. A mudança, no entanto, pegou todos os funcionários – servido­res, contratados e comissiona­dos – de surpresa, uma vez que os depósitos eram feitos até o úl­timo dia do mês trabalhado.

Outros setores da prefeitura também seguem com atendi­mento precário, como a coleta de lixo e denúncias de que esco­las estão sem merenda, com fal­ta de professores, entre outras. Confira parte da nota: “A VIDA CONTINUA DIFÍCIL para to­dos os Estados e Municípios brasileiros, Estados já parcelam suas folhas e,quase dois mil mu­nicípios já pararam serviços es­tando muito deles com a Folha de Pagamentos dos funcionários atrasada por dois,três e até qua­tro meses. Já fizemos aqui vários cortes na folha e nos serviços tentando controlar despesas X arrecadação. Num primeiro mo­mento conseguimos, mas logo em seguida a arrecadação cai e novamente nos deparamos com o triste quadro que é o fato da Folha de pessoal estar maior do que toda a nossa receita, tornan­do-se quase impossível estar arrecadando o suficiente. Este mês a folha de pessoal foi SEIS MILHÕES MAIOR DO QUE A ARRECADAÇÃO DE SE­TEMBRO. Pelo exposto, iremos promover outra REFORMA ADMINISTRATIVA agora em Outubro (...) Essa reforma está sendo uma espécie de muralha que construiremos para proteger nossa cidade”.