Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Prefeito de Cabo Frio reafirma que fará reforma administrativa ainda este mês

De novo, Alair Corrêa usa redes sociais, mas não anuncia medidas

15 outubro 2015 - 10h10Por Nicia Carvalho

O prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP), voltou às redes so­ciais ontem para reafirmar que fará novo pacote de arrocho para tentar conter a crise e equilibrar as finanças municipais. Na pági­na pessoal no Facebook, no en­tanto, as ações não foram anun­ciadas. O texto da mensagem dizia apenas que seriam adotadas iniciativas para aumentar a arreca­dação e diminuir gastos com ma­nutenção e folha de pagamentos. Esta última, ainda segundo a postagem, seria de R$ 6 milhões a mais que a de setembro.

Em paralelo ao custo extra da folha, funcionários seguem sem receber o salário de setembro. A falta de pagamento teria mo­tivado professores a cruzarem os braços no Colégio Munici­pal Professora Elza Maria Santa Rosa Bernardo, no Jardim Espe­rança.

Contratados e comissionados entram hoje no oitavo dia sem salário, desde que a prefeitura adotou o quinto dia útil de paga­mento como calendário oficial. A mudança, no entanto, pegou todos os funcionários – servido­res, contratados e comissiona­dos – de surpresa, uma vez que os depósitos eram feitos até o úl­timo dia do mês trabalhado.

Outros setores da prefeitura também seguem com atendi­mento precário, como a coleta de lixo e denúncias de que esco­las estão sem merenda, com fal­ta de professores, entre outras. Confira parte da nota: “A VIDA CONTINUA DIFÍCIL para to­dos os Estados e Municípios brasileiros, Estados já parcelam suas folhas e,quase dois mil mu­nicípios já pararam serviços es­tando muito deles com a Folha de Pagamentos dos funcionários atrasada por dois,três e até qua­tro meses. Já fizemos aqui vários cortes na folha e nos serviços tentando controlar despesas X arrecadação. Num primeiro mo­mento conseguimos, mas logo em seguida a arrecadação cai e novamente nos deparamos com o triste quadro que é o fato da Folha de pessoal estar maior do que toda a nossa receita, tornan­do-se quase impossível estar arrecadando o suficiente. Este mês a folha de pessoal foi SEIS MILHÕES MAIOR DO QUE A ARRECADAÇÃO DE SE­TEMBRO. Pelo exposto, iremos promover outra REFORMA ADMINISTRATIVA agora em Outubro (...) Essa reforma está sendo uma espécie de muralha que construiremos para proteger nossa cidade”.