Assine Já
sábado, 11 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3380 Óbitos: 195
Suspeitos: 344 Confirmados: 3380 Óbitos: 195
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1035 63
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
alair corrêa

Prefeito cabofriense põe mordaça nos secretários

Em rede social Alair determinou que saiam de grupos do WhatsApp ou da prefeitura

18 junho 2015 - 11h32
Prefeito cabofriense põe mordaça nos secretários

O prefeito cabofriense Alair Corrêa (PP) acaba de proibir secretários e assessores de participarem de grupos no WhatsApp. Esta é mais uma reação do chefe do executivo após o corretivo dado pela Ampla, que cortou o fornecimento de energia elétrica em prédios públicos da cidade, inclusive na sede do governo, na Praça Tiradentes, no Centro. Post do prefeito em rede social causa indignação e ele é chamado de Ditador.

A proibição do prefeito Alair Corrêa pune por inteiro o movimento "Cabo Frio+", lançado na manhã de quarta-feira, no Hotel Paradiso Del Sol, na Passagem. O projeto, iniciativa da secretaria de Turismo, além de criar espaços na mídia social, ganhou e-mail e, também, grupo no WhatsApp. No entanto, até agora, o secretário de Turismo, Dirlei Pereira, não fez qualquer pronunciamento.

Abaixo o texto publicado na página do prefeito:

“Comunico a todos os secretários e demais assessores do nosso governo que a partir dessa data não será mais permitido a participação dos Srs em qualquer grupo de WhatsApp que não seja o de trabalho como os da saúde, obras, Comsercaf, Comunicação e educação. Solicitando, então, a retirada de outros quaisquer grupos. Por fim, comunicamos que poderão manter-se nos mesmos mas terão que pedir exoneração. Exceto profissionais da área jornalística”.

Repercussão – Alguns internautas ficaram indignados com a atitude do prefeito e o acusaram de “Ditador”. A internauta Adriana Santos, não teve medo de expressar sua opinião no post do prefeito. “Voltamos à ditadura, cúmulo do absurdo!! Um autoritarismo sem igual!! A pessoa proibir de usar o celular durante o expediente, ok. Até porquê hoje muitos ficam o tempo todo, agora obrigar a excluir os seus grupos é além do limite, depois do expediente a pessoa é uma cidadã comum e tem esse direito. Só rindo pra não chorar....”.