Assine Já
segunda, 21 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Polícia Federal

Polícia Federal intima Alair Corrêa a prestar depoimento

​Delegado afirma que ex-prefeito tem que prestar esclarecimento em inquérito

06 julho 2017 - 08h25Por Redação I Foto: Reprodução de internet
Polícia Federal intima Alair Corrêa a prestar depoimento

Bastou um carro da Polícia Federal em frente à uma casa no bairro Palmeiras, classe média de Cabo Frio, para que o fato se espalhasse pela cidade. A residência seria de uma das filhas do político. Nas redes sociais e no boca a boca, o assunto foi um só: a PF está atrás de Alair Corrêa. Fato confirmado pelo delegado da Polícia Federal de Macaé, Felício Laterça, à reportagem da Folha na manhã desta quarta-feira (5).

– Não é uma operação, estamos tentando entregar uma intimação que está no bojo de um inquérito. O inquérito não está sob minha providência, quem preside é outro delegado (Luis Gustavo Carvalho). Mas não costumamos fazer menção sobre inquéritos – disse.

O ex-prefeito, no entanto, fez questão de escrever na rede social que tudo não passava de mentira, na velha prática política de que ‘tudo não passa de intriga da oposição’. Em um post da jornalista Renata Cristiane, onde mostra a foto da viatura da Polícia Federal em frente à casa que seria da filha do ex-prefeito, Alair se manifestou:

“Para a mídia que está mentindo ao divulgar que a PF está em Cabo Frio a minha procura devo informar o seguinte:
Almocei em casa às 12:30 horas. E estou agora em meu escritório trabalhando, como falo todos os dias! Presto esse esclarecimento em respeito aos meus amigos e população! Boa tarde. Alair Corrêa”.

Mas a Polícia Federal não teria procurado Alair somente na suposta casa da filha. Agentes da PF estiveram à procura dele na sede de uma televisão local, já que o ex-prefeito seria sócio de um canal de televisão na cidade que, por sua vez, não funciona mais. Os policiais também estiveram no escritório desativado do parque aquático de propriedade do ex-prefeito, que fica na Rua Raul Veiga, no Centro. Segundo informações de fontes ligadas à PF, a intimação já teria sido entregue.

O quarto mandato do experiente político como prefeito de Cabo Frio, entre 2013 e 2016, foi envolto em polêmicas, greves de servidores – com o ano letivo de 2016 tendo sido finalizado em 2017 – unidades de saúde sucateadas e fechadas e mais de cem inquéritos civis abertos no Ministério Público.
A reportagem entrou em contato com a assessoria da Polícia Federal para saber em qual inquérito o ex-prefeito Alair Corrêa terá que depor, mas não houve retorno.