Assine Já
sábado, 23 de outubro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Política

​Plano de Cargos dos servidores do IBASCAF é aprovado na Câmara de Cabo Frio

Projeto de lei agora segue para ser sancionado pelo prefeito

13 fevereiro 2019 - 10h18
​Plano de Cargos dos servidores do IBASCAF é aprovado na Câmara de Cabo Frio
A Câmara Municipal de Cabo Frio aprovou, na noite desta terça-feira (12), o Projeto de Lei Complementar que cria o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) do Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores de Cabo Frio (IBASCAF). O PL, que recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça, foi aprovado por unanimidade em regime de urgência. A assistência da casa ficou lotada com a presença expressiva dos servidores do instituto.
 
A autarquia municipal criada em 1981 que tem como objetivo  garantir e manter os benefícios previdenciários e de assistência médica dos servidores municipais de Cabo Frio, pela primeira vez na história tem um plano aprovado que permite determinar e estruturar os cargos e salários de seus servidores.
 
- Fico muito feliz em contribuir junto com essa casa para a aprovação deste marco para o instituto. Às vezes nós ouvimos muitas críticas, transferem-nos as culpas, generalizam muitas coisas, mas essa casa nunca votou e nunca vai votar contra o trabalhador e não seria diferente com estes servidores queridos - disse o presidente da Câmara, vereador Luis Geraldo (PRB).
 
O PCCR permite ao servidor fazer um planejamento de carreira, o que significa vislumbrar as possíveis promoções e o tempo necessário para alcançá-las. Além disso, tem o objetivo de alcançar o equilíbrio interno e externo, por meio da definição das atribuições, deveres e responsabilidades de cada cargo e, consequentemente, os seus respectivos níveis salariais.
 
O projeto de Lei Complementar 001/2019 segue para sanção do prefeito Adriano Moreno (Rede).