Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
mais médicos

Pezão cogita ajuda do Mais MédicosGovernador diz que estado se beneficiaria com profissionais de Cuba

Governador diz que estado se beneficiaria com profissionais de Cuba

05 janeiro 2015 - 15h42
O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse que avalia a necessidade de pedir reforço do Programa Mais Médicos na região metropolitana do Rio. Na manhã de ontem, o governador afirmou que o estado poderia se beneficiar com a maior presença de profissionais de Cuba trazidos pelo programa.
– Tem um baixo número de médicos cubanos na região metropolitana do Rio. Acho que o estado do Rio todo, principalmente a região metropolitana, pode se beneficiar mais – disse Pezão. Acrescentou que o levantamento ainda está em curso. 
– Se precisar de mais, nós vamos pedir. Tenho um sonho de universalizar a atenção básica e a saúde na região metropolitana do Rio.
Segundo o Ministério da Saúde, o estado do Rio tem hoje 386 dos 11.429 médicos cubanos vinculados ao programa que atuam no Brasil.
 O governador disse, ainda, que ajudará os municípios a estruturar os serviços de atenção básica de saúde. Na reunião marcada para o dia 7 com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e com o ministro da saúde, Arthur Chioro, o governador vai propor uma regulação única para o sistema de saúde do Rio, com uma rede que se comunique mais com os municípios.
Além disso, Pezão prometeu se reunir com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com os governadores de São Paulo, Geraldo Alckimin; de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e do Espírito Santo, Paulo Hartung, para tratar da segurança das fronteiras.