Assine Já
quarta, 04 de agosto de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
13ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46523 Óbitos: 1889
Confirmados Óbitos
Araruama 11454 362
Armação dos Búzios 5517 58
Arraial do Cabo 1588 87
Cabo Frio 12706 765
Iguaba Grande 4804 116
São Pedro da Aldeia 6205 275
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
Política

​Pensando em 2020, Marquinho não descarta aliança com Alair e fala em diálogo com todos

Ex-prefeito rompe silêncio em entrevista à Jovem TV e também faz críticas a Adriano

30 março 2019 - 09h09
​Pensando em 2020, Marquinho não descarta aliança com Alair e fala em diálogo com todos

O ex-prefeito Marquinho Mendes (MDB) não descartou possível aliança com o também ex-prefeito e seu maior desafeto político, Alair Corrêa (PRP), em entrevista, ontem, ao programa Frente a Frente Com Flávio Santos, na Jovem TV. Afastado da prefeitura no ano passado, o que acarretou na realização de eleições suplementares, Marquinho disse que deseja ser candidato em 2020 e que está aberto a dialogar com todos, citando nomes dos deputados estaduais Mauro Bernardo (PROS) e Serginho Azevedo (PSL), dos vereadores Jefferson Vidal (PSC) e Rafael Peçanha (PDT) e do ex-prefeito José Bonifácio (PDT).

– Nosso compromisso é com o povo, com a reconstrução. Estou de braços abertos para fazer uma frente para acabar com esse momento triste que a cidade enfrenta. Alair Corrêa, José Bonifácio, Rafael Peçanha, Jefferson, Dr. Serginho, Bernardo... Se todos esses quiserem se juntar para que possamos fazer uma frente para salvar o município de Cabo Frio, não tenho nada contra nenhuma pessoa – disse ele, que teve 32.187 votos nas eleições suplementares (anulados devido à sua situação jurídica), 2.342 a menos do que o eleito, Adriano Moreno (Rede).

Sobre os processos na Justiça, o ex-prefeito afirmou que é uma questão para seus advogados.

– Minha situação jurídica deixo para meus advogados, que são competentes e estão confiantes – afirmou.

Algo raro em seus posicionamentos públicos, Marquinho relativizou as críticas à gestão de Alair ao dizer que a situação financeira encontrada pelo adversário era muito delicada, por conta da queda do repasse dos royalties de petróleo.

– Precisamos fazer justiça – contemporizou.

Por outro lado, Marquinho, que há meses adotava o silêncio, fez duras críticas a Adriano. Ele disse que o atual prefeito não age como líder e que erra na condução da crise envolvendo o Hospital da Mulher, onde pelo menos 10 bebês nasceram mortos em janeiro.

– Esperava que ele pedisse perdão à população e dissesse que vai resolver. Mas colocar a culpa nas mães, que não têm culpa nenhuma? A culpa é do prefeito.

Marquinho ainda alfinetou Adriano, citando sua estratégia usada durante as eleições suplementares ao se mostrar como o “novo”.

– Pegaram o novo e tiraram o velho, o Marquinho. Posso ser velho em idade, mas tenho muita experiência e disposição para governar essa cidade.



*Foto: Reprodução Internet