Assine Já
terça, 29 de setembro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8330 Óbitos: 430
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 491 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2757 145
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1341 54
Saquarema 1180 68
Últimas notícias sobre a COVID-19
Vereador

Pacto por um trânsito melhor

Vereador e Ordem Pública se entendem em prol de Fundo de Transporte

12 agosto 2015 - 08h00

RODRIGO BRANCO

 

Depois de um período de de­sentendimentos e troca de farpas pela imprensa, potencializado pelas acusações do vereador Aquiles Barreto (SD) de ha­ver uma ‘Fábrica de Multas’ na Secretaria de Ordem Pública, o responsável pela pasta, Renato Vianna, e o parlamentar acena­ram com uma trégua. O motivo da nova e até então improvável parceria é a reestruturação do Conselho Municipal de Trans­porte e a criação de um fundo especial para o setor.

A bandeira branca foi esten­dida durante uma reunião na úl­tima sexta-feira com a presença do vice-prefeito Silas Bento, re­presentantes da Guarda Munici­pal e assessores da secretaria e do vereador. Não sem antes, nas palavras de Aquiles, muita ‘lava­gem de roupa suja’, após meses de intenso chumbo trocado.

– Nunca houve embate pesso­al com ele. Só questionei a pos­tura administrativa que ele teve no início, quando achava que ele deveria vir à Câmara Municipal, explorar a mídia que a gente tem e dizer sobre o Choque de Or­dem que ia ter na cidade, aonde não seriam tolerados os abusos que vinham acontecendo. Então só o questionei sobre a postura que ele teve de rebocar os carros de um dia para outro, sem fazer a devida propaganda. Agora te­mos que avançar – disse Aquiles. 

 

 

Entenda-se por avançar as conversas para a criação do Fun­do Municipal de Transporte, aprovado na Câmara no início do ano, mas que ainda não teve a sanção do prefeito Alair Corrêa (PP). Os recursos, da ordem de R$ 20 milhões, seriam arrecada­dos por meio de multas de trânsi­to, estacionamentos, serviços de reboque, administração da rodo­viária, taxistas, vans escolares, terminais de ônibus e Aeroporto Internacional, entre outros.

A quantia seria gerida pelo Conselho, que prevê a partici­pação de membros do Governo, da Câmara e da sociedade civil e a verba, empregada em equi­pamentos destinados à implanta­ção do Plano Municipal de Mo­bilidade Urbana, como faixas, ciclovias, melhoria da Guarda Municipal e o subsídio de tarifas populares de ônibus.

Segundo Aquiles, o secretário disse que iria à Câmara até a pri­meira quinzena de setembro não apenas para falar sobre as recen­tes ações da Guarda e do plano de conscientização a ser lançado na Semana Nacional do Trânsi­to, de 18 a 25 de setembro. Em reunião, Vianna disse que não poderia atender a reportagem.