Assine Já
quinta, 02 de julho de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 319 Confirmados: 2909 Óbitos: 177
Suspeitos: 319 Confirmados: 2909 Óbitos: 177
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 268 582 40
Armação dos Búzios X 243 5
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 903 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 18 435 15
Saquarema 9 466 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Votação

Orçamento de Cabo Frio para o próximo ano deve ficar para quinta (31)

Três mensagens do executivo devem ser votadas nesta terça (29)

29 dezembro 2015 - 09h07Por Rodrigo Branco

No noticiário político, o perí­odo entre as festas de fim de ano costuma ser morno, praticamen­te de entressafra, mas isso está longe de acontecer em Cabo Frio, mesmo com a cidade já às voltas com a alta temporada.

Ainda não é na pauta de hoje que consta a aguardada votação do orçamento de 2016. A pre­visão de receitas e despesas da prefeitura para os próximos 12 meses deve ser apreciada apenas na sessão de depois de amanhã, no último dia do ano.

Na sessão desta manhã, estão previstas somente a apreciação e a votação de três mensagens do Executivo, a principal de­las sobre o uso do Fundo Previdenciário Capitalizado para o pagamento dos salários de dezembro e o 13º salário dos aposentados e pensionistas do Ibascaf. A proposta para o uso do fundo de R$ 9 milhões para quitar um débito que chega a R$ 7,4 milhões com os servidores inativos, apresentada no fim de novembro, volta à tona modificada, sem o trecho que estabe­lecia que os recursos também seriam usados para cobrir o dé­ficit operacional do Programa de Assistência Médico-Hospita­lar (PASMH). Mas nem nesses termos, a ideia do vice-líder do governo Vinícius Corrêa (PP) agradou os servidores.

– O vereador Vinícius omitiu, não sei por qual motivo, o valor do repasse mensal que somente novembro e dezembro foi de cerca de R$ 10 milhões e 800 mil. Não precisa mexer no fundo. Se a Casa aprovar, vamos denunciar todos os vereadores que votarem a favor por crime de improbidade administrativa – afirmou o presidente do Sindicato dos Ser­vidores Públicos de Cabo Frio, Olney Vianna, durante a sessão do último dia 16.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira (29)