Assine Já
quinta, 17 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 42971 Óbitos: 1659
Confirmados Óbitos
Araruama 10577 334
Armação dos Búzios 5176 57
Arraial do Cabo 1486 82
Cabo Frio 11408 615
Iguaba Grande 4427 107
São Pedro da Aldeia 5868 254
Saquarema 4029 210
Últimas notícias sobre a COVID-19
POLÍTICA

Morre Jorge Picciani, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio

Político de 66 anos fazia tratamento contra um câncer em um hospital em São Paulo

14 maio 2021 - 07h54Por Redação

Morreu nesta sexta-feira (14) o ex-deputado estadual Jorge Picciani, de 66 anos. Ele estava internado em um hospital particular em São Paulo, onde fazia um tratamento de câncer. A partir de 1991, Picciani cumpriu seis mandatos na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), que presidiu de 2003 a 2010, e entre 2015 e 2017.

Um dos principais caciques políticos do PMDB, que depois se tornou MDB, Picciani presidiu o partido entre 2011 e 2014. Chegou a concorrer ao Senado Federal em 2010, mas perdeu a vaga por 0,8% dos votos. 

Em 2017, foi alvo da Operação Cadeia Velha, desdobramento da Operação Lava Jato, na qual foi preso com os também deputados do MDB Paulo Melo e Édson Albertassi. Segundo as investigações, os três comandavam um esquema de propina na Alerj para a aprovação de matérias de interesse das empresas de ônibus e de empreiteiras.

No ano seguinte, Picciani foi para o regime de prisão do domiciliar e viu o nome envolvido em mais um escândalo, que resultou na Operação Furna da Onça. O político e outros nove políticos foram acusados de receber até R$ 100 mil de propina para aprovação de projetos de interesse do governo Sérgio Cabral. 

O presidente da Alerj, André Ceciliano (PT) ofereceu o plenário da Casa para o velório, mas ainda não há informações oficiais sobre a cerimônia. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.