Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
pagamento

Mesmo endividada, Prefeitura gasta R$ 164 mil com Festa da Padroeira

No entanto, pagamentos de cachês de músicos e Proedi continuam atrasados

17 agosto 2015 - 09h00

Enquanto artistas protestam em frente à Prefeitura pela liberação da verba do Proedi (Programa Municipal de Editais de Fomento e Difusão Cultural) e músicos cobram cachês atrasados, o governo de Cabo Frio parece não se preocupar tanto com os gastos com a Festa da Padroeira. A Prefeitura está gastando  com o evento um total de R$164.240, referente à realização de apenas quatro shows.
Conforme edital publicado no Diário Oficial, os recursos públicos que estão sendo gastos pelo Poder Público estão assim discriminados. A apresentação da banda Celebrare é a mais cara do evento: R$ 49.990. A Prefeitura pagou pelo espetáculo da cantora católica Celina Borges um valor de R$ 46 mil. A performance mais barata do evento foi a da banda cover Dona Zaíra: R$ 24.500. 
O cantor mais badalado do evento, no entanto, não foi o que mais cara aos cofres públicos. A apresentação de Leoni custou R$ 43.700. Em todos os processos, a empresa contratada é a Companhia de Promoções e Eventos KS LTDA.