Assine Já
sábado, 15 de agosto de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 5271 Óbitos: 305
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 388 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1751 100
Iguaba Grande 427 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 931 52
Últimas notícias sobre a COVID-19
pagamento

Mesmo endividada, Prefeitura gasta R$ 164 mil com Festa da Padroeira

No entanto, pagamentos de cachês de músicos e Proedi continuam atrasados

17 agosto 2015 - 09h00

Enquanto artistas protestam em frente à Prefeitura pela liberação da verba do Proedi (Programa Municipal de Editais de Fomento e Difusão Cultural) e músicos cobram cachês atrasados, o governo de Cabo Frio parece não se preocupar tanto com os gastos com a Festa da Padroeira. A Prefeitura está gastando  com o evento um total de R$164.240, referente à realização de apenas quatro shows.
Conforme edital publicado no Diário Oficial, os recursos públicos que estão sendo gastos pelo Poder Público estão assim discriminados. A apresentação da banda Celebrare é a mais cara do evento: R$ 49.990. A Prefeitura pagou pelo espetáculo da cantora católica Celina Borges um valor de R$ 46 mil. A performance mais barata do evento foi a da banda cover Dona Zaíra: R$ 24.500. 
O cantor mais badalado do evento, no entanto, não foi o que mais cara aos cofres públicos. A apresentação de Leoni custou R$ 43.700. Em todos os processos, a empresa contratada é a Companhia de Promoções e Eventos KS LTDA.