terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
Política

João Félix deixa a Secretaria de Cultura de Cabo Frio

Turismo também ganhou novo comando na primeira semana de 2024

08 janeiro 2024 - 15h26Por Redação
João Félix deixa a Secretaria de Cultura de Cabo Frio

Dizem que o ano novo sempre traz um ar de mudança na vida das pessoas. A prefeita de Cabo Frio, Magdala Furtado, levou essa máxima a sério e começou o ano de 2024 com dois novos secretários no governo. Além da saída de Paula Pinheiro, que pediu exoneração do cargo de secretária de Turismo às vésperas do réveillon, outro que deixou o governo no último dia de 2023 foi João Félix, que até então respondia pela Secretaria de Cultura. No lugar de Paula assumiu Paolla Mira, e no lugar de João Félix assumiu Márcio Lima Sampaio.

A nomeação do novo secretário de Cultura pegou o setor cultural de Cabo Frio de surpresa. Embora a prefeita Magdala tenha exonerado todo o staff de comissionados no último dia de 2023, havia a expectativa de que pelo menos os secretários fossem novamente renomeados (com exceção de Paula Pinheiro, que já havia pedido para sair). Mas no Diário Oficial da última sexta-feira (5) o nome de Márcio foi anunciado em substituição ao de João Félix, que chegou a receber Moção de Aplausos no último dia 15 de dezembro, agradecendo ao vereador Rui França e também à prefeita Magdala Furtado. Até o fechamento desta matéria o nome de Márcio ainda não havia sido atualizado na relação de secretários no site da Prefeitura. A Folha tentou contato com João Félix, mas não houve retorno até o fechamento desta matéria.

Mas foi a nomeação de Paolla que mais chamou a atenção. Segundo a Prefeitura, ela é formada em contabilidade, e exerceu seus trabalhos anteriores na área financeira e Recursos Humanos. No governo do ex-prefeito Marquinho Mendes, ela também atuou como secretária do chefe do Executivo. Em outubro do ano passado os dois foram denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), sob acusação de participação em um esquema conhecido como “rachadinha” (quando o gestor público fica com parte do salário dos servidores). Além de Marquinho e Paolla, também foram denunciados pelo mesmo esquema o então chefe de gabinete, José Ricardo Carvalho Gonçalves e Michael Douglas do Vale Silva. A nomeação de Paolla saiu no Diário Oficial do último dia 2.