Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Janio

Janio nega fazer parte de ‘esquema’

Deputado diz que recebeu doações legais e que está à disposição da Justiça

14 fevereiro 2017 - 18h50
Janio nega fazer parte de ‘esquema’

O deputado Janio Mendes teve seu nome listado, ontem, como recebedor de R$ 19 mil em uma planilha de pagamentos apreendida na casa de Luiz Carlos Bezerra, que é acusado de ser o operador da organização criminosa liderada pelo ex-governador Sérgio Cabral. No entanto, o parlamentar do PDT diz que esse valor é referente a uma doação de campanha legal, feita em 2014, inclusive declarada à Justiça Eleitoral.


– Não recebi doação de Cabral, recebi doação estimada em material de campanha, placas, santinhos e cotas do programa de TV. Muito menos conheço a pessoa de quem se fala [Bezerra] – ele disse, ontem, por telefone, à Folha.


As planilhas foram apreendidas em operação da Polícia Federal, em novembro passado, na Operação Calicute – que levou Cabral para a prisão. A PF investiga se a contabilidade de Bezerra é referente ao pagamento de propinas, inclusive ao governador cassado Luiz Fernando Pezão, que recebeu cerca de R$ 300 mil, segundo a lista. Janio, pelo menos, garante que este não é o seu caso:


– Jamais recebi propina. Todas as doações que recebi foram oficiais. A doação que recebi está na página do Tribunal de Contas no ano de 2014. O valor foi de R$ 19 mil. Se chamado pela Polícia Federal, prestarei esclarecimento.