Assine Já
quarta, 08 de julho de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 270 654 41
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 2 517 19
Saquarema 7 528 31
Últimas notícias sobre a COVID-19
Janio

Janio nega fazer parte de ‘esquema’

Deputado diz que recebeu doações legais e que está à disposição da Justiça

14 fevereiro 2017 - 18h50
Janio nega fazer parte de ‘esquema’

O deputado Janio Mendes teve seu nome listado, ontem, como recebedor de R$ 19 mil em uma planilha de pagamentos apreendida na casa de Luiz Carlos Bezerra, que é acusado de ser o operador da organização criminosa liderada pelo ex-governador Sérgio Cabral. No entanto, o parlamentar do PDT diz que esse valor é referente a uma doação de campanha legal, feita em 2014, inclusive declarada à Justiça Eleitoral.


– Não recebi doação de Cabral, recebi doação estimada em material de campanha, placas, santinhos e cotas do programa de TV. Muito menos conheço a pessoa de quem se fala [Bezerra] – ele disse, ontem, por telefone, à Folha.


As planilhas foram apreendidas em operação da Polícia Federal, em novembro passado, na Operação Calicute – que levou Cabral para a prisão. A PF investiga se a contabilidade de Bezerra é referente ao pagamento de propinas, inclusive ao governador cassado Luiz Fernando Pezão, que recebeu cerca de R$ 300 mil, segundo a lista. Janio, pelo menos, garante que este não é o seu caso:


– Jamais recebi propina. Todas as doações que recebi foram oficiais. A doação que recebi está na página do Tribunal de Contas no ano de 2014. O valor foi de R$ 19 mil. Se chamado pela Polícia Federal, prestarei esclarecimento.