Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Janio

Janio diz que pacote de austeridade do Governo do Estado foi 'trapalhada'

Deputado votou contra redução salarial do primeiro escalão por achar que economia 'não seria considerável'

01 setembro 2017 - 09h52Por Redação I Foto: Divulgação
Janio diz que pacote de austeridade do Governo do Estado foi 'trapalhada'

Após ser criticado nas redes sociais por ser um dos 26 deputados que votaram contra projeto de lei com medidas de austeridade para as contas do governo do estado, que incluía redução de 30% dos salários do governador e dos secretários, o deputado Janio Mendes (PDT) justificou o posicionamento argumentando que a redução dos vencimentos do auto escalão não representa economia considerável. Silas Bento (PSDB), outro representante de Cabo Frio na Assembleia Legislativa (Alerj), estava entre os 21 deputados que tentaram aprovar o projeto. 

A medida já havia passado pelo crivo da casa em dezembro. Ela foi criada pelo próprio Executivo, que voltou atrás. Foi, nas palavras de Janio, uma “trapalhada do governo”.

– O governo pediu a redução do salário e depois desistiu porque depois propôs um aumento da alíquota previdenciária, o que achatava os salários. Foi uma trapalhada. O salário do governador, em R$28 mil, por exemplo, está abaixo da média nacional, que fica em torno de R$32 mil.

O deputado, que faz parte da base governista, acredita que os recorrentes atrasos nos pagamentos de servidores serão solucianados em breve.

 – Estamos trabalhando para o equilíbrio financeiro do estado e acredito que nos próximos dias o 13° salário, por exemplo, esteja quitado e os salários dos servidores estejam em dia. 

Questionado se o voto dele não repercute de forma negativa, Janio disse que não havia recebido críticas, mas que as mesmas fazem parte do processo democrático.

– A crítica é natural do processo  político. Não cometi nenhua irregularidade, nenhuma postura que desabone minha conduta– finalizou.

A reportagem entrou em contato com Silas Bento, que não retornou até o fechamento desta edição.

Recuperação Fiscal –  A autorização para a negociar a recuperação fiscal do estado do Rio de Janeiro será assinada pela Presidência da República até quarta-feira da próxima semana. A informação é do presidente em exercício, deputado Rodrigo Maia, durante cerimônia realizada ontem para assinatura de acordos na área de habitação popular, no Palácio Guanabara, sede do governo fluminense. Maia disse que tem trabalhado diariamente com o governador Pezão para sanar as pendências. “Tenho certeza que todos os obstáculos estão superados”.