Assine Já
quinta, 28 de outubro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ELEIÇÕES 2020

Henrique Melman: "Quero contribuir para o desenvolvimento de Arraial do Cabo"

Folha realiza bateria de entrevistas dos candidatos às eleições majoritárias de Arraial do Cabo

29 outubro 2020 - 10h00Por Julian Viana

Henrique Sergio Melman, do PDT, diz em entrevista à Folha dos Lagos que, se eleito prefeito de Arraial do Cabo, irá contribuir para o desenvolvimento do município. Ele afirma que pretende deixar um legado de “transformar a cidade no que ela merece, em prol do povo”. O candidato tem 89 anos, é formado em engenharia e é empresário aposentado. Confira a entrevista na íntegra.

Folha dos Lagos – Por que deseja ser Prefeito? Qual legado quer deixar para a cidade?

Henrique Melman –
Fui prefeito há doze anos. Depois que deixei a prefeitura observei que a cidade, embora tenha se tornado muito rica, não evoluiu. Com a pouca receita que tinha na prefeitura, na época em que governei a cidade, realizei mais de 250 obras, trouxe projetos para a cidade. Hoje, aos 89 anos, me sinto apto a fazer mais. Eu quero acabar os meus dias podendo fazer mais por minha Arraial do Cabo, basta de tanto roubo. Quero contribuir para o desenvolvimento de Arraial do Cabo e acredito que, para isto, basta não roubar. O legado que é transformar a cidade no que ela merece, em prol do povo.

Folha dos Lagos – Como retomar o desenvolvimento, gerando emprego e renda, após um cenário de pandemia?

Henrique Melman – É preciso aproveitar terrenos hoje ociosos e trabalhar na sua regularização para trazer indústria para a cidade, trazendo empregos para Arraial do Cabo.

Folha dos Lagos – Os municípios da região tiveram índice baixo no Ideb. Como mudar esse cenário? Quais seus planos para a Educação

Henrique Melman – Pretendo valorizar os profissionais que atuam na área da educação. A remuneração dos professores deve ser equivalente ao papel que os professores exercem. Assim, iremos reformular os planos. Pretendo também trazer mais creches equipar as escolas com mais tecnologia e projetos esportivos.

Folha dos Lagos – Quais as principais propostas para a Saúde?

Henrique Melman – Implementar o serviço de ambulâncias UTIs 24h nos postos de saúde dos distritos. Quero [também] contratar um efetivo de, pelo menos, 15 médicos que residam em Arraial do Cabo, que estejam a disposição da população. Iremos reformar o Hospital Geral de Arraial do Cabo para que tenha estrutura para receber a população.

Folha dos Lagos –  Quais as principais políticas que serão adotadas para o Turismo?

Henrique Melman –
Pretendo conversar com os profissionais do turismo para criar variações de diferentes passeios de Barco para que os turistas fiquem mais tempo na cidade. É muito importante também criar cursos profissionalizantes para que os nossos jovens estejam preparados para atuar como guias turísticos, fotógrafos, etc.Teremos muito diálogo com os profissionais do turismo para podermos criar projetos que atendam ao interesse da população, dos turistas e que respeite o meio ambiente.

 Folha dos Lagos – O que o candidato pensa em relação a políticas afirmativas para mulheres, negros e LGBTs?

Henrique Melman –  Sou judeu e já senti o preconceito na pele. Na minha primeira eleição, Renato Vianna espalhou panfletos que tratavam o judeu de forma pejorativa. Dessa forma, sou contra a qualquer tipo de preconceito e no meu governo, mulheres, negros, LGBTs terão, com certeza, espaço no meu secretariado. É importante ter diversidade em posições de comando.

Folha dos Lagos – Quais as principais propostas para o Esporte?

Henrique Melman – Na minha visão o esporte é essencial para manter as crianças e o jovens ocupados [, além de ser] um excelente formador de caráter. Eu sempre pratiquei esportes quando jovem, inclusive, fui as olimpíadas de 1952, em Helsinque, representando o Brasil no time de Polo Aquatico. Assim, entendo que todos os jovens merecem ter essa oportunidade.
Pretendo criar quadras poliesportivas pela cidade e revitalizar o parque público municipal. Pretendo transformá-lo no clube do estudante cabista, permitindo que o jovens pratiquem ali, uma serie de modalidades de esportes olímpicos.

Folha dos Lagos – Quais as principais propostas para a Cultura?

Henrique Melman –
Nos meus dois governos dei sempre muita atenção a cultura. Havia um espaço no qual tínhamos apresentações de dança, ballet e até uma orquestra composta por crianças e jovens. Retomaremos esses projetos. Assim como o esporte, a cultura terá muito destaque na vida dos jovens cabistas e de toda a população.

Folha dos Lagos – Quais os projetos do candidato para qualificar e ampliar a atuação da Guarda Municipal na Segurança Pública?

Henrique Melman – Em primeiro lugar, é preciso tirar Arraial do Cabo das páginas policiais. Não haverá espaço para grupos criminosos dentro do meu governo. Trabalharei duro para que a Guarda Municipal esteja presente na vida da população, para proteger a cidade.

Folha dos Lagos – Quais as prioridades em relação à infra-estrutura da cidade?

Henrique Melman –
 Apesar de tanta receita, a cidade é carente de tudo em termos de infra-estrutura. Precisamos, urgentemente, criar bolsões de estacionamento na entrada da cidade e ampliar as ruas para que o trânsito ocorra de forma ordenada. Queremos também criar um bolsão de estacionamento na entrada da cidade para que, na cidade, haja a prioridade de circulação de táxis de Arraial do Cabo, permitindo a criação de emprego e ao mesmo tempo a ordenação das ruas.

Folha dos Lagos – Quais as principais políticas que serão adotadas em relação ao Meio Ambiente? Especificamente sobre a Lagoa de Araruama, quais as ações viáveis para revitalização da lagoa?

Henrique Melman –  Em primeiro lugar, precisamos eliminar a ProLagos da região, que não fornece tratamento de esgoto de forma adequada. No mais, com intuito de fomentar o turismo, realizaremos palestras e projetos com a população em parceria com a secretaria de educação para criar uma cultura de preservação ambiental nas escolas do município. Vamos [também] reestruturar toda usina de reciclagem e montar cooperativas para fomentar a mão-de-obra qualificada com a matéria prima proveniente dos resíduos sólidos. Vamos criar um horto escola para oferecer cursos de paisagismo e beneficiamento de plantas; criar projetos de reflorestamento nas partes degradadas e criação de cursos ambientes nas áreas degradadas e criação de cursos ambientais para os nosso munícipes. Buscaremos implementar o selo azul nas praias. Implantaremos lixeiras subterrâneas dentre outros projetos

Folha dos Lagos – De que maneira o município pode ser mais independente dos repasses dos royalties? Como enxerga um cenário caso o regime de partilha dos royalties seja alterado no STF?

Henrique Melman –
Durante meus oito anos de governo praticamente não tínhamos receita de royalties e muito foi feito, só com o "basta não roubar".

Folha dos Lagos – Quais os planos para a operação do Porto do Forno?

Henrique Melman –  
É preciso que o Porto tenha todas as licenças ambientais para a operação. Precisamos de políticas para incentivar que empresas tenham interesse em atuar no Porto. Na época que fui prefeito até transatlânticos atracavam em Arraial do Cabo, hoje não temos nada. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.