Assine Já
sábado, 15 de agosto de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 5271 Óbitos: 305
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 388 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1751 100
Iguaba Grande 427 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 931 52
Últimas notícias sobre a COVID-19
Walter Felix

Ex-presidente da Câmara de Arraial do Cabo é condenado

Walter Félix, o Piolho, fica inelegível por cinco anos e terá que ressarcir cofres públicos

18 dezembro 2015 - 09h13

A Justiça condenou o ex-pre­sidente da Câmara de Arraial do Cabo, Walter Félix Cardoso Júnior, o Piolho, por improbi­dade administrativa. Com a de­cisão, ele terá que devolver R$ 14.848,00 aos cofres públicos e também está inelegível por cinco anos. O motivo da con­denação foram as diárias pa­gas pela Casa em viagens for­jadas. O processo, de número 0000558-98.2013.8.19.0005, está em fase de execução.

O ex-vereador - que é primo do prefeito Wanderson Cardo­so de Brito, o Andinho, e irmão de Walter Lúcio Cardoso, o Tê, secretário de governo, Comu­nicação e Eventos e pré-can­didato a prefeito pelo PMDB - terá que recorrer na Justiça numa tentativa de escapar da devolução do dinheiro e para a manutenção dos direitos po­líticos. O pai de Piolho, Walter Félix Cardoso foi condenado no mesmo processo quando era tesoureiro da Câmara.

A ação foi proposta pelo Ministério Público depois que Piolho, quando era presiden­te da Câmara Municipal de Arraial do Cabo, em 2008, requisitou diárias nos proces­sos administrativos de núme­ros 377/08, 378/08, 379/08 e 404/08 de forma fraudulenta e de falso teor, de acordo com o MP. O órgão explicou ainda que Piolho nunca teria conse­guido comprovar as viagens e que nas datas em que supos­tamente estaria fora da cidade presidiu sessões na Câmara. Mesmo assim, o dinheiro não foi devolvido ao município.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (18)