Assine Já
quinta, 26 de novembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11737 Óbitos: 538
Confirmados Óbitos
Araruama 2347 117
Armação dos Búzios 1060 16
Arraial do Cabo 364 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1069 40
São Pedro da Aldeia 1801 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Walter Felix

Ex-presidente da Câmara de Arraial do Cabo é condenado

Walter Félix, o Piolho, fica inelegível por cinco anos e terá que ressarcir cofres públicos

18 dezembro 2015 - 09h13

A Justiça condenou o ex-pre­sidente da Câmara de Arraial do Cabo, Walter Félix Cardoso Júnior, o Piolho, por improbi­dade administrativa. Com a de­cisão, ele terá que devolver R$ 14.848,00 aos cofres públicos e também está inelegível por cinco anos. O motivo da con­denação foram as diárias pa­gas pela Casa em viagens for­jadas. O processo, de número 0000558-98.2013.8.19.0005, está em fase de execução.

O ex-vereador - que é primo do prefeito Wanderson Cardo­so de Brito, o Andinho, e irmão de Walter Lúcio Cardoso, o Tê, secretário de governo, Comu­nicação e Eventos e pré-can­didato a prefeito pelo PMDB - terá que recorrer na Justiça numa tentativa de escapar da devolução do dinheiro e para a manutenção dos direitos po­líticos. O pai de Piolho, Walter Félix Cardoso foi condenado no mesmo processo quando era tesoureiro da Câmara.

A ação foi proposta pelo Ministério Público depois que Piolho, quando era presiden­te da Câmara Municipal de Arraial do Cabo, em 2008, requisitou diárias nos proces­sos administrativos de núme­ros 377/08, 378/08, 379/08 e 404/08 de forma fraudulenta e de falso teor, de acordo com o MP. O órgão explicou ainda que Piolho nunca teria conse­guido comprovar as viagens e que nas datas em que supos­tamente estaria fora da cidade presidiu sessões na Câmara. Mesmo assim, o dinheiro não foi devolvido ao município.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (18)