Assine Já
quinta, 24 de setembro de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7942 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1581 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 231 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 649 36
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
PDT

Evento do PDT com Ciro Gomes acaba em confusão em Cabo Frio

Sepe acusa presidente nacional do partido, Carlos Lupi, de agredir uma jovem de 16 anos

19 março 2016 - 08h31
Evento do PDT com Ciro Gomes acaba em confusão em Cabo Frio

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, se envolveu em incidente em Cabo Frio – Foto: Ascom Sepe

 

Terminou em confusão, com direito a queixa na delegacia, um evento organizado pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Cabo Frio para recepcionar o ex-ministro Ciro Gomes, na noite desta sexta-feira (18), no clube Costa Azul, na Gamboa.

Integrantes do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe) acusam o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, de agredir verbal e fisicamente uma jovem de 16 anos que faz parte da Associação dos Estudantes Secundaristas do Rio de Janeiro (Aerj). No momento em que Lupi e Ciro deixaram o evento, integrantes do Sepe e da Aerj puxaram o coro "eu passo fome, durmo no chão, mas não me junto com essa corja de ladrão". Em vídeo gravado pelo Portal RC24H, a estudante agredida por Lupi lidera o protesto e grita palavra de ordem aos políticos.

O vídeo também mostra Lupi segurando com força a cabeça da adolescente com as duas mãos. Segundo testemunhas, ao ser afastado, Lupi teria dado-lhe um tapa no rosto e a chamado várias vezes de ‘putinha’. Na madrugada deste sábado (19), a mãe da jovem, acompanhada de integrantes do Sepe, registrou a ocorrência na 126ª DP (Cabo Frio). Não foi feito exame de corpo de delito, mas uma audiência já foi marcada para 03 de maio.

Em sua conta no Facebook, a diretora de imprensa do Sepe-Lagos, Denise Teixeira emitiu uma nota de repúdio.

– O que vimos foi um verdadeiro ataque à democracia. Quando não se tem argumentos passa-se para a agressão. Estamos completamente estarrecidos.

Janio Mendes, organizador do evento, se pronuncia

No fim da manhã deste sábado (19), a assessoria do deputado estadual Janio Mendes divulgou nota manifestando "profunda tristeza" pelo ocorrido. Segundo o texto, "ainda nos preparativos do evento, o deputado foi informado pela mídia social, da manifestação programada e determinou a sua assessoria, que não acionasse qualquer tipo de segurança pública ou privada" e "diante da compreensão da liberdade de manifestação do pensamento e se preparou, para que caso o manifesto se desse no espaço do evento, fosse garantida a palavra a representante da categoria". No fim da nota, o parlamentar diz que "caso tenha ocorrido qualquer forma de violência ou agressão o deputado a repudia veementemente, se solidariza aos agredidos, pede a devida apuração pela autoridade policial e reafirma seu compromisso com as liberdades se prontificando ao debate institucional".

Dias antes do evento, o Sepe se mobilizou pelas redes sociais com o objetivo de protestar contra o governo do estado por conta da crise na Educação, que está em greve desde o começo do mês. Por ser o vice-líder do governo na Alerj, Janio foi o alvo principal da cobrança dos manifestantes.