Assine Já
quinta, 06 de maio de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
16ºmin
http://www.alerj.rj.gov.br/
http://www.alerj.rj.gov.br/
TEMPO REAL Confirmados: 37036 Óbitos: 1405
Confirmados Óbitos
Araruama 9482 290
Armação dos Búzios 4582 57
Arraial do Cabo 1313 69
Cabo Frio 9818 517
Iguaba Grande 3712 91
São Pedro da Aldeia 5088 214
Saquarema 3041 167
Últimas notícias sobre a COVID-19
emprestimo ompetro

Empréstimo: prefeitáveis discutem sobre possível impacto eleitoral

Janio e Marquinho dizem que situação de Alair é ‘irreversível’ 

25 março 2016 - 09h43

Com a possibilidade cada vez mais real de Cabo Frio contar com um considerável reforço no caixa por causa do empréstimo que está prestes acontecer, a corrida eleitoral pode ganhar um novo postulante: o prefeito Alair Corrêa (PP). Não o atual, que já anunciou a pré-candidatura há alguns meses, mas que desde então acumula desgastes e um índice de rejeição conside- rável. Mas outro, possivelmente revigorado e com a caneta agora vazia, capaz de assinar pagamentos e anunciar obras.

Para avaliar os possíveis impactos eleitorais de uma eventual bem-sucedida operação, a Folha ouviu os quatro principais adversários do atual prefeito: os pré-candidatos Marquinho Mendes (PMDB), Janio Mendes (PDT), Adriano Moreno (Rede) e Paulo César da Guia (PSDB). Se os dois deputados, críticos ferrenhos do empréstimo, dizem que o efeito dele sobre a campanha de Alair será nulo, o tucano desconversa e diz que não é hora de pensar no assunto e sim na recuperação da cidade. Já o vereador se disse preocupado com a liberação do dinheiro próximo ao processo eleitoral.

Considerado pelo próprio prefeito como principal adversário, Marquinho afirma que ‘vai lutar judicialmente para que o empréstimo não saia’. Segundo o deputado federal, o provável acordo comprometerá as administrações futuras.

– É um empréstimo eleitoreiro. Vou arguir isso na Justiça porque é incontitucional deixar empréstimos para outras administrações. Ele pode ter R$ 1 bilhão que a situação dele é irreversível. Quero enfrentá-lo com ou sem empréstimo – dispara.

Também grande opositor do empréstimo, o deputado estadual pedetista Janio Mendes afirma que os dois vereadores da bancada do partido na Câmara – Fred e Celso Campista – entrarão, na próxima sessão, com projeto de resolução que vincula os recursos que entrarem nos cofres ao pagamento de servidores e investimentos em infraestrutura

– Não há nada que possa salvar a candidatura de Alair, mas não podemos permitir que esses R$ 300 milhões sejam utilizados para campanha eleitoral ou obras não realizadas – afirma.

*Matéria na íntegra na edição deste fim de semana da Folha dos Lagos.