Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
deputado

Deputados e professor abrem ações contra o empréstimo

Janio, Marquinho Mendes e Rafael Peçanha contestam a solicitação do prefeito Alair Corrêa

15 maio 2016 - 11h40Por Rodrigo Branco

No que depender dos obstáculos jurídicos, não vão faltar motivos para o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP), continuar irritado com as dificuldades para obter o sinal verde para o empréstimo bancário de R$ 200 milhões de reposição dos royalties do petróleo. Além da recomendação do Ministério Público para que o aval à operação de crédito não seja dado pela Câmara Municipal, sob pena de possível denúncia por improbidade administrativa, o governo se vê às voltas com uma série de contestações judiciais.

Contrários à operação, os deputados Marquinho Mendes (PMDB), Janio Mendes (PDT) e o professor Rafael Peçanha anunciaram que tomaram medidas judiciais para impedir que a negociação seja concretizada. O vereador Aquiles Barreto (SD), líder da oposição na Câmara, já disse que pretende ir pelo mesmo caminho, caso não seja apresentado pelo governo um estudo de impacto financeiro que justifique a necessidade do negócio.

Presente à sessão da Câmara que marcou o envio da mensagem do Executivo para a Comissão de Constituição e Justiça, Marquinho devolveu as críticas feitas a ele por Alair em um programa de rádio e confirmou que vai tentar impedir a operação financeira.

– Esse empréstimo não pode sair porque inviabiliza completamente o município. Vou arguir judicialmente quantas vezes forem necessárias porque não podemos ficar refém de um prefeito irresponsável que aos 45 minutos do segundo tempo quer acabar de vez com o município de Cabo Frio – dispara o deputado federal.

*Matéria completa na edição deste fim de semana da Folha dos Lagos.