terça, 27 de fevereiro de 2024
terça, 27 de fevereiro de 2024
Cabo Frio
24°C
park logs
Park Lagos mobile
Política

CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio é prorrogada na Alerj

Médicos que atenderam casos que resultaram em óbitos foram convocados para depor

04 junho 2019 - 10h04
CPI do Hospital da Mulher de Cabo Frio é prorrogada na Alerj

TOMÁS BAGGIO

Foi aprovada na manhã desta terça-feira (4) na Alerj a prorrogação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as mortes de bebês ocorridas neste ano no Hospital da Mulher de Cabo Frio. Com isso, a CPI ganha mais 90 dias para a conclusão dos trabalhos. 

- Esperamos não fazer uso de todo o prazo, mas é importante prorrogar para podermos trabalhar com tranquilidade nestes últimos encaminhamentos da CPI - disse a presidente da Comissão, deputada estadual Renata Souza (PSOL).

Na mesma reunião os deputados aprovaram a convocação de dois médicos. Um deles é o ex-diretor médico do Hospital da Mulher, que já havia prestado depoimento no dia 2 de abril. Na mesma data do depoimento ele foi exonerado da direção da unidade, junto com a mulher, Lívia Natividade, que era a diretora administrativa.

- Estamos encaminhando neste momento a convocação de dois médicos que atenderam alguns dos casos que resultaram em mortes de bebês. São eles o Dr. Carlos Raposo, que foi por sugestão da nossa relatora, a deputada Enfermeira Rejane, e o Dr. Paul Hebert Dreyer, que já foi ouvido aqui uma vez porque era o diretor do hospital, mas agora iremos ouvi-lo a respeito dos casos que foram atendidos por ele - disse ainda Renata Souza, que teve a solicitação aprovada pelos demais deputados integrantes da CPI.

O Hospital da Mulher está sendo investigado em duas Comissões de Inquérito, uma na Câmara Municipal e outra na Assembleia Legislativa (Alerj) por causa das mortes ocorridas na unidade de saúde desde o início deste ano. Foram 16 mortes em três meses.