Assine Já
domingo, 29 de novembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Câmara

Com polêmica, Semana da Diversidade Sexual é aprovada na Câmara

Bancada evangélica votou contra proposta, que tramitava há quase dois anos na Casa

26 maio 2015 - 16h37Por RODRIGO BRANCO
Com polêmica, Semana da Diversidade Sexual é aprovada na Câmara

A Câmara Municipal aprovou, por nove votos a cinco, na manhã desta terça-feira o projeto que institui a Semana Municipal de Diversidade Sexual e a Parada do Orgulho LGBT no calendário oficial de eventos de Cabo Frio. A matéria, de autoria do vereador Taylor Jasmin (PRB), tramitou por quase dois anos na Casa e chegou a ficar 'engavetada' na Comissão de Redação Final.

No entanto, após pressão de entidades que atuam na defesa da causa, a proposta voltou à pauta pelas mãos de Rodolfo Machado (PPS), onde recebeu os votos contrários dos vereadores Braz Enfermeiro (PMDB), Jéferson Vidal (PSC), Vanderlei Bento (PSDB), Fred Araújo (PDT) e Eduardo Kita (PT). Aprovada, a lei agora segue para sanção do prefeito Alair Corrêa (PP). Caso isso não aconteça no prazo de 15 dias úteis, o presidente da Câmara, Marcello Corrêa (PP), poderá promulgá-la.

Presidente do Grupo Iguais de Cabo Frio, Rodolpho Campbell criticou duramente a conduta dos vereadores que se opuseram ao projeto.

– Acredito que o fundamentalismo não pode permear o trabalho na Câmara. Já tivemos, na Casa, vereadores históricos, como o Acyr Rocha e o Ayres Bessa e mesmo o Silas Bento, que nunca se posicionaram desta forma. Acredito que essa é uma maneira desses vereadores se projetarem politicamente junto aos evangélicos – disparou Campbell.

Leia a matéria completa na edição desta quarta-feira da Folha dos Lagos.