quarta, 24 de abril de 2024
quarta, 24 de abril de 2024
Cabo Frio
23°C
Park Lagos Super banner
Park Lagos beer fest
Política

Carnaval de Cabo Frio vira alvo do MPF em ação por danos ambientais

Ação questiona irregularidades em área fechada por tapumes, no bolsão da Juju

20 fevereiro 2024 - 12h00Por Redação
Carnaval de Cabo Frio vira alvo do MPF em ação por danos ambientais

O carnaval de Cabo Frio ainda não acabou (a programação de blocos segue até o próximo dia 24), mas os prejuízos vão virar alvo de uma ação de autoria do Ministério Público Federal. Em conversa com a Folha dos Lagos, o procurador da República do Ministério Público Federal (MFP), Leandro Mitidieri, denunciou que os eventos realizados pelos megablocos que utilizaram a área fechada por tapumes no bolsão da Juju (próximo aos quiosques de vidro) causaram danos ambientais e terão que arcar com esse prejuízo.

– O MPF vem questionando o tráfego de veículos depois dos mourões no evento realizado no estacionamento da Praia do Forte. Resolveram realizar um evento desse porte em uma área sensível e já objeto de um acordo antigo de recuperação, e não tomaram as medidas de controle devidas. A Prefeitura autorizou o evento, mas não estava fiscalizando devidamente. Então o foco é que esses organizadores, que obtêm os bônus, arquem os impactos ao meio ambiente. Por isso será ajuizada uma medida para danos morais coletivos e reparação da restinga em face dos organizadores – contou.

Pelo menos quatro megablocos utilizaram a área demarcada e dividiram a responsabilidade com a Associação dos Blocos e Atividades Carnavalescas de Cabo Frio (Abaccaf), comandada por Joir Reis, que negou que os veículos flagrados pelo Ministério Público pertençam aos organizadores do evento.

– Nós não tivemos trânsito pela restinga do evento. Nosso pessoal está entrando pelo portão de serviço feito no asfalto. Não temos entrada de serviço pela área da praia. Desconheço esses veículos como sendo do evento. Aliás, não solicitamos nenhuma autorização de trânsito para esses modelos de veículos que você falou aí. Não são nossos – afirmou.

Entre os veículos flagrados pelo MPF na área de restinga, estacionados ao lado da estrutura utilizada como tapume, na área de restinga, estão uma kombi e um um veículo tipo Saveiro.

– Não autorizamos nem utilizamos nenhum acesso pela área da restinga – reforçou Joir.

Entre os vários shows anunciados para o espaço durante o carnaval estavam MC Cabelinho, Oruam e Poze do Rodo, que, segundo comunicado postado nas redes sociais do bloco Volta pra Mim (um dos organizadores da festa), precisou cancelar a participação devido a problemas pessoais.