Assine Já
sábado, 05 de dezembro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 13221 Óbitos: 567
Confirmados Óbitos
Araruama 2625 126
Armação dos Búzios 1500 22
Arraial do Cabo 427 21
Cabo Frio 3925 183
Iguaba Grande 1197 41
São Pedro da Aldeia 2010 79
Saquarema 1537 95
Últimas notícias sobre a COVID-19
DESEJO DE MUDANÇA

Câmaras de vereadores da região terão 57% de renovação a partir de 2021

De outro lado, alguns que conquistaram as vagas são velhos conhecidos da população

17 novembro 2020 - 21h45Por Rodrigo Branco

Se um dos chavões políticos mais conhecidos é o de que o resultado das urnas é um ‘recado do povo’, a mensagem passada pelos eleitores no último domingo (15) é o de que eles não aprovaram a atuação da maioria dos parlamentares escolhidos quatro anos atrás. Não à toa, é de 57% a taxa de renovação para as Câmaras de seis municípios da região, conforme levantamento feito pela Folha. Isso significa que a cada vereador reeleito, um não teve o mandato renovado pela população.

Em Cabo Frio, a partir de 2021, 58% das cadeiras da Câmara serão ocupadas por novos parlamentares. O destaque da eleição foi justamente uma novata, a protetora da causa animal Carol Midori (Democracia Cristã), que foi a mais votada do município, escolhida por 2.450 eleitores. Entram também Vanderson Bento (PTB); Léo Mendes (Democracia Cristã); Thiago Vasconcelos (Avante); Josias da Swell (PL); Davi Souza (PDT); Douglas Felizardo (Avante); Roberto Jesus (MDB); Jean da Auto Escola (PL) e Alexandre da Colônia (DEM).

Luis Geraldo (Republicanos); Alexandra Codeço (Republicanos); Adeir Novaes (Republicanos); Rodolfo Machado (Solidariedade); Oséias de Tamoios (PDT); Vinícius Corrêa (PP); e Miguel Alencar (DEM) conseguiram escapar da sanha do povo por mudança e tiveram sinal verde para mais quatro anos de mandato. 

Em Arraial do Cabo e Búzios, a mudança foi ainda mais radical e dois terços do Parlamento municipal foram substituídos. No município cabista, continuam Ayron Freixo (Republicanos); Cleyton Barreto (PV) e Alexandre Galego (Republicanos).

Candidato a vereador mais votado do município, Junior Chuchu (PV) não é exatamente um novato e já sentiu o gosto de atuar na Câmara por alguns meses, por ter sido eleito suplente em 2016, mas como vereador efetivo será a sua primeira experiência. Debutarão com ele Pedro Caju (PSL); Shogum (PSL); Juliano do Distrito (PSD); Professor Tayron (DEM); e Tuquinha (PSDB).

No caso do balneário, permanecem no Legislativo os vereadores Josué Pereira (PRTB); Dom (Pros); e Niltinho de Beloca (Pros). Dois velhos conhecidos do povo buziano –  Lorram Silveira (PRTB) e Gugu de Nair (DEM) – voltam à Casa, acompanhados de Rafael Aguiar (Republicanos); Victor Santos (Republicanos); Aurelio Barros (Patriota); e Raphael Braga (DEM).

Em São Pedro da Aldeia, o índice de mudanças chegou a 70%. Escaparam do ‘terremoto’ apenas Mislene de André (Solidariedade); Denilson (Solidariedade) e Vitinho de Zé Maia (PL). A partir de 1º de janeiro, tomam assento no Legislativo aldeense os vereadores Chiquinho de Dona Chica (PP); Marcio Soares (PDT); Fernando Mistura (Republicanos); Chimbiu (Solidariedade); Franklin da Escolinha (Cidadania); Mica (Pros) e Professor Jean Pierre (Podemos). Chiquinho, Mica e Franklin, no entanto, já são caras conhecidas na Câmara do município.

Em Araruama e Iguaba Grande, o eleitor foi mais comedido e deu um voto de confiança de mais quatro anos à maioria eleita em 2016. No caso araruamense, dos 17 vereadores, nove foram reeleitos: Amigo Walmir (PP); Julio Cesar Coutinho (PSC); Penha Bernardes (PL); Aridinho (DEM); Nelsinho do Som (PSC); Oliveira da Guarda (MDB); Carlinhos de Deus (PP); Magno Dheco (PP); Carlos Russo (Avante). Entram Roberta Barreto (DEM); Thiago Moura (Cidadania); Thiago Pinheiro (PL); Diego de Ciraldo; Eloi Ramalho (PSD); Luiz do Táxi (PL);  Sergio Murilo (Republicanos); e Sargento Raimundo (PT).

Em Iguaba, das 11 cadeiras, apenas cinco terão novos parlamentares: Marcelo Durão (PL); Luciano Silva (Cidadania); Junior Bombeiro da Saúde (MDB); Elifaz (PP) e Junior Negão (Patriota). Continuam com vaga cativa Balliester Werneck (Cidadania); Paulo Rito (Cidadania); Alan Rodrigues (MDB); Marciley Lessa (PL); Roberto Antunes (MDB); Tikinho (DEM).

Para o historiador José Francisco de Moura, o resultado demonstra a insatisfação popular com o desempenho dos vereadores da região nos últimos quatro anos.

– É efeito das ‘Câmaras do Silêncio’, porque uma boa parte dos vereadores se vende e não passa a fiscalizar e investigar o Executivo. Isso gera um desgaste para a Câmara. Em todas as cidades se reclama disso – explica Professor Chicão.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.